sexta-feira, 29 de junho de 2018

Prazo para saque do abono salarial do PIS/Pasep termina hoje

ilustrativa/reprodução


O prazo para sacar o abono salarial do PIS/Pasep - ano base 2016 - termina nesta sexta-feira (29) em todo o país. Segundo o Ministério do Trabalho, no balanço mais recente, pelo menos 2,2 milhões de trabalhadores que têm direito ainda não retiraram o benefício. Esse número representa 10% do total. O estoque de recursos disponíveis para retirada está estimado em cerca de R$ 1,6 bilhão e o prazo não será prorrogado, informou o ministério.

Os empregados da iniciativa privada, vinculados ao Programa de Integração Social (PIS), sacam o dinheiro nas agências da Caixa Econômica Federal.

Para os funcionários públicos vinculados ao Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público (Pasep), a referência é o Banco do Brasil. 

O pagamento do abono começou em 27 de julho de 2017. O valor que cada um tem a receber depende de quanto tempo ele trabalhou formalmente em 2016, na iniciativa privada ou no serviço público.

Quem trabalhou o ano todo recebe o valor cheio, que equivale a um salário mínimo (RS 954). Quem trabalhou apenas 30 dias terá o valor mínimo, que é R$ 80. “Se a pessoa trabalhou um mês, recebe um doze avos do valor, se trabalhou dois meses, dois doze avos, e assim sucessivamente”, explica o chefe da Divisão do Abono Salarial do Ministério do Trabalho, Márcio Ubiratan.

Entenda como é o benefício

O abono salarial do PIS/Pasep é um benefício pago anualmente a trabalhadores que se enquadram nos critérios da lei. Para ter direito a receber o dinheiro é necessário ter trabalhado formalmente por pelo menos um mês durante o ano-base (nesse caso, 2016), com remuneração média de até dois salários mínimos.

Além disso, o trabalhador precisa estar inscrito no PIS/Pasep há pelo menos cinco anos e ter tido seus dados informados corretamente pelo empregador na Relação Anual de Informações Sociais (Rais).

O recurso é proveniente do Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT), formado por depósitos feitos pelos empregadores do país. Além do Abono Salarial, o FAT custeia o programa de Seguro-Desemprego e financia programas de desenvolvimento econômico.

Por isso, os recursos do abono que não são sacados pelos trabalhadores no calendário estabelecido todos os anos retornam para o FAT, para serem usados nos demais programas.

Para saber se tem algo a receber, o trabalhador do setor privado pode consultar diretamente na internet ou procurar uma agência da Caixa Econômica Federal. Há ainda a opção de consulta telefônica, pelo número 0800 726 0207.

Para os servidores públicos que têm direito ao abono, além da internet, há a opção de verificar no site ou em qualquer agência do Banco do Brasil, que também fornece informações pessoalmente. Para consultar por telefone, o número é 0800 729 0001.

Agência Brasil

Temperaturas mais elevadas nos próximos dias



Sexta-feira (29/06): 

Tempo: instável com muitas nuvens e condições de chuva isolada ao longo do dia nas regiões que fazem divisa com o RS. Nas demais regiões, a condição de chuva é menor e entre a tarde e à noite.

Temperatura: elevada.

Vento: nordeste a noroeste/sudeste, fraco a moderado com rajadas.

Sistema: sistema de baixa pressão no Litoral Sul do Brasil.


Sábado (30/06): 

Tempo: no Oeste, chuva na madrugada e início da manhã, melhorando no decorrer do dia em todas as regiões.

Temperatura: elevada.

Vento: nordeste a sudeste, fraco a moderado com rajadas.

Sistema: sistema de baixa pressão no Litoral Sul do Brasil e aproximação de um novo sistema de alta pressão.


Domingo e segunda-feira (01 e 02/07): 

Tempo: sol com algumas nuvens em todas as regiões. 

Temperatura: bem elevada.

Vento: nordeste a norte, fraco a moderado com rajadas mais intensas.


Segunda-feira (03/07): 

Tempo: sol com aumento de nuvens no Oeste, meio Oeste, Planalto Sul e Litoral Sul. Nas demais regiões, somente aumento de nuvens.

Temperatura: elevada no centro-norte do estado e mais baixa no final do dia, na divisa com o RS.

Vento: sudoeste a sudeste, fraco a moderado com rajadas.


TENDÊNCIA de 04 a 13 de julho de 2018

Duas frentes frias passam por SC, uma em torno do dia 04 e outra em torno do dia 08/07, favorecendo chuva mais significativa no sul do Estado e Litoral. Entre esses dias (04 a 06/07), uma massa de ar mais frio provoca temperaturas mais baixas, principalmente no litoral, mas sem indicativo de frio extremo. Epagri/Ciram.

Estudantes têm até hoje para se inscrever no ProUni


Ilustrativa
Terminam hoje (29) as inscrições para o Programa Universidade para Todos (ProUni). As inscrições são feitas exclusivamente pela internet, na página do programa. O ProUni oferece bolsas de estudo em instituições privadas de ensino superior. Ao todo, neste processo seletivo, serão ofertadas 174.289 vagas, sendo 68.884 bolsas integrais e 105.405 parciais, em 1.460 instituições. As bolsas são para o segundo semestre.

Para se candidatar, é preciso ter feito o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2017, ter alcançado no mínimo 450 pontos e ter tido nota superior a zero na redação. 

Além disso, só podem participar alunos brasileiros sem curso superior e que tenham feito o ensino médio completo na rede pública ou como bolsista integral na rede privada. Alunos que fizeram parte do ensino médio na rede pública e a outra parte na rede privada, na condição de bolsista, ou que sejam deficientes físicos ou professores da rede pública também podem solicitar uma bolsa.

O candidato que quiser uma bolsa integral deve ter renda familiar per capita de até um salário mínimo e meio. As bolsas parciais de 50% são destinadas aos alunos que têm renda familiar per capita de até três salários mínimos. Quem conseguir uma bolsa parcial e não tiver condições financeiras de arcar com a outra metade do valor da mensalidade, pode utilizar o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies).

Os resultados com a lista dos candidatos pré-selecionados estarão disponíveis também na página do ProUni, a partir do dia 2 de julho para a primeira chamada, e 16 de julho para a segunda.

Inscrição

Na hora da inscrição, o candidato pode escolher, em ordem de preferência, até duas opções de instituição, curso e turno entre as bolsas disponíveis, de acordo com o seu perfil.

O candidato com deficiência ou que se autodeclarar indígena, preto ou pardo pode optar por concorrer a bolsas destinadas a políticas de ações afirmativas.

Durante o período de inscrição, o candidato pode alterar as opções. Será considerada válida a última inscrição confirmada.

Uma vez por dia, o sistema do Prouni calcula a nota de corte, que é a menor para ficar entre os potencialmente pré-selecionados de cada curso, com base no número de bolsas disponíveis e no total de candidatos inscritos no curso, por modalidade de concorrência. 

O Ministério da Educação esclarece que a nota de corte é apenas uma referência para auxiliar o candidato no monitoramento da inscrição. Ela não é garantia de pré-seleção para a bolsa ofertada. 

Aplicativo 

Os candidatos podem baixar o aplicativo do ProUni, disponível na Google Play e App Store. A inscrição deve ser feita pela internet, mas pelo aplicativo o estudante pode acompanhar as divulgações das notas de corte dos cursos, pesquisar bolsas e acompanhar todo o calendário do processo seletivo.

fonte: Agência Brasil

TANGARÁ: Menos de um mês para o Baile do Vinho Catarinense


O município de Tangará contará nesse ano de 2018 com a primeira edição do Baile do Vinho Catarinense, que faz parte da VII Mostra do Vinho Catarinense que acontece nos dias 21 e 22 de julho no município de Tangará. O I Baile do Vinho Catarinense, acontece no dia 20 de julho no Clube Recreativo Riobonitense, sendo uma realização da Cresol com apoio da Prefeitura Municipal de Tangará e Sindicato das Indústrias de Vinho de Santa Catarina.
O Baile do Vinho Catarinense contará com a animação da Banda Origins de Curitiba, sendo que contará ainda com frios, vinhos, espumantes e sopa da agnoline no decorrer do evento. As informações sobre o baile podem ser obtidas através do telefone 3532-2240 com Roberto e no 3532-7450 com Alan.
Junto com o baile resgata-se a tradição do Concurso da Rainha do Vinho, elegendo candidatas ao título de Rainha do Vinho de Videira, 1ª e 2ª Princesas, que representarão o município durante do a VII Mostra do Vinho Catarinense e também em eventos e compromissos oficiais.

quinta-feira, 28 de junho de 2018

Brasil tem 1/4 dos transgênicos do mundo



33,7 milhões de hectares são preenchidos com soja, 15,6 milhões com milho e 940 mil com algodão
Imagem créditos: Domínio Público




Dados inéditos divulgados pelo relatório do Serviço Internacional para Aquisição de Aplicações de Agrobiotecnologia (ISAAA) na terça-feira (26.06) indicam que o Brasil é responsável por 26% do total de todo o território cultivado com transgênicos. Em 2017, o País dispunha de 50,2 milhões de hectares com plantações de produtos geneticamente modificados, 2% a mais do que no ano anterior. 




O objetivo da pesquisa é analisar os benefícios sociais, ambientais e econômicos da adoção global da biotecnologia no meio agrícola. Adriana Brondani, diretora-executiva do Conselho de Informações sobre Biotecnologia (CIB), afirma que os resultados positivos do cultivo de plantas geneticamente modificadas são equivalentes ao quanto elas estão inseridas no País. “Produtores brasileiros viram nesta tecnologia uma aliada para controlar insetos, plantas daninhas e, consequentemente, aumentar a produtividade e preservar o meio-ambiente”, explica. 

De toda a área cultivada com transgênicos no Brasil, 33,7 milhões de hectares são preenchidos com soja, 15,6 milhões com milho e 940 mil com algodão. O País só perde para os Estados Unidos, que é o que mais aplica biotecnologia na agricultura, sendo que os americanos cultivam 75 milhões de hectares com plantas geneticamente modificadas. 




Além de EUA e Brasil, o ranking segue ainda com Argentina, com 23,6 mi/ha, Canadá, com 13,1 mi/ha e índia, com um total de 11,4 mi/ha. Juntos, esses cincos países cultivaram 189,8 milhões de hectares com transgênicos, representando 91,3% de toda a área plantada com esse tipo de cultivo. Além deles, outros 19 países são os responsáveis por 8,7% do plantio de culturas geneticamente modificadas, o que é equivalente a 16,5 milhões de hectares. 

Além disso, o estudo também indica que a expansão global da adoção da biotecnologia é oferece a possibilidade de minimizar os impactos ambientais. De acordo com Graham Brookes, economista especialista em agricultura, 27 milhões de toneladas de carbono deixaram de ser emitidas na atmosfera em 2016, o que corresponde, por exemplo, com a retirada de 16,7 milhões de carros das ruas por ano. 



"Os produtos agrícolas desenvolvidos por biotecnologia – incluindo batatas e maçãs geneticamente modificadas para apresentarem benefícios para o consumidor –diversificam cada vez mais as técnicas de obtenção desses produtos, assim como seus impactos positivos potenciais e reais”, finaliza. 

fonte: agrolink

Cresol garante recursos expressivos para o crédito rural na nova safra

  “Não faltarão recursos para os cooperados Cresol nesta Safra”. Com essa afirmação o Superintendente da Cresol, Adriano Michelon, garantiu que a Safra que inicia agora em julho será a mais próspera da Cresol, onde os montantes que serão destinados aos cooperados da Cresol superaram marcas históricas no Sistema. 
  A Cresol atua há mais de duas décadas no segmento do crédito rural, acumulando experiência nessa atuação, reconhecida nessa área por parceiros estratégicos como o BNDES e demais agentes financeiros.
  “Para a Safra 2018/2019 que inicia em 02 de julho a expectativa é repassar mais de R$ 1.4 bilhão em crédito rural, a exemplo da última safra onde foram liberados certa de R$ 1.1 bilhão em custeio e investimento, valores esses que garantiram à Cresol uma posição de destaque no ranking do BNDES como segunda maior repassadora de crédito pessoa física da região sul do Brasil”, destacou Michelon. 
Assessoria

Escola de Educação Básica Vinte e Cinco de maio



A Escola Agrícola Vinte e Cinco de Maio desde o início de seu funcionamento constitui-se de um currículo voltado à educação do campo, em que as crianças e jovens atendidos, além das disciplinas do núcleo comum (currículo básico nacional), permanecem em tempo integral, desenvolvendo técnicas e conhecimentos agropecuários. Onde o meio escolar qualifica e fortalece as idéias de cooperação e auto-organização dos educandos, através de um modelo que priorize os fundamentos da agroecologia.




Um dos princípios constantes no Projeto Político Pedagógico da Escola entende agroecologia, não apenas como um método de produção, mas como uma forma de “vida” e manutenção da terra, tendo sempre como princípio a defesa da natureza e o respeito ao ser humano.
Sendo uma escola do campo, utiliza o seu espaço territorial na tentativa de explicar a lógica capitalista para a agricultura e para a vida. Pode-se experimentar a junção da teoria e prática avaliando os processos acontecidos, tornando-se espaço irradiador de conhecimentos socialmente úteis, ambientalmente sustentáveis, apresentando alternativas para a vida no campo. Formando ao longo dos anos alunos no Curso de Nível Médio Integrado a Educação Profissional.



No âmbito escolar no mês de maio professores da Escola 25 de Maio tiveram seus trabalhos publicados pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) em parceria com o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq). Onde abordaram assuntos sobre processos organizativos do curso técnico e os princípios educativos realizado pelos professores Ariel Bonadiman e Gibrail Cordeiro tendo como título Escola Vinte e Cinco de Maio e suas Experiências Pedagógicas e um projeto de pesquisa sobre a produção do leite de maneira cooperada nos assentamentos Vitória da Conquista e União da Vitória em Fraiburgo-SC e suas relações na organicidade dos assentamentos realizada pela Professora Acione Boaventura Goetten.  Com isso a escola estimula outros professores a se envolverem em atividades voltadas ao meio escolar de acordo com a realidade da comunidade.

Calendário Biodinâmico
A Escola de Educação Básica Vinte e cinco de Maio, dentro da perspectiva de incentivo e fomento da agricultura agroecológica tem o calendário biodinâmico como uma ferramenta de controle de plantio visando o seu melhor desenvolvimento. Ele foi desenvolvido há mais de 50 anos pela agricultora e pesquisadora alemã Maria Thun. A produtora rural, em seu campo experimental, iniciou uma pesquisa sobre a influência da época de semeadura do rabanete no seu crescimento e desenvolvimento.
De acordo com pesquisadores, o calendário biodinâmico é complexo e divide o ano em dias favoráveis e desfavoráveis para os diferentes aspectos do trabalho agrícola. Estas divisões são definidas pelo movimento da Lua, dos planetas e posição das constelações. Sendo assim, o calendário está baseado na movimentação da Lua ao redor do planeta Terra, no seu ciclo de 28 dias, e em sua passagem através das doze regiões do zodíaco. De acordo com a pesquisadora, apesar de originarem-se das mesmas sementes e serem submetidas ao mesmo manejo do solo, as plantas apresentavam diferenças morfológicas e fisiológicas de acordo com a sua época de plantio.

ORIENTAÇÕES DE CULTIVO NO MÊS DE JULHO DE 2018
Plantas a serem cultivadas
Dias a serem cultivadas
Observação a ser considerada
Raízes, tubérculos e bulbos
01, 09, 10, 18, 19, 20 e 28
Cebola, batata, cenoura...
Frutos e Sementes
08, 15, 16, 25 e 26.
Milho, tomate, abóbora...
Flores
02, 03, 12, 21, 22,30 e 31.
Rosas, girassóis, couve-flor....
Folhas e Caules
05, 06, 14, 23 e 24.
Verduras, Cana, pastagens...




TANGARÁ: Realizada a abertura da Pinha




Na noite desta  quarta feira dia 27 de junho, foi realizada a abertura da pinha no Bar do Zamboni.
Clair e Luci Zamboni, Proprietários do bar organizaram a confraternização de abertura da pinha que desde, o dia 16 de maio esteve exposta no balcão para que fossem feitas as apostas. A pinha veio do Rio Grande e continha 135 pinhões, que foram contados diante dos apostadores . O palpite da pinha deste ano contou com 141 apostadores. O dinheiro arrecadado com as apostas que custaram R$ 5,00 reais cada, foram divididos 50% para a confraternização e os outros 50% para os dois apostadores que apostaram no número de 134 pinhões, já que ninguém acertou o número exato de pinhões. Os ganhadores da aposta foram: Claudete Piana e Marlon Cherubine. Essa divertida brincadeira do palpite da pinha completou 6 anos no Bar do zamboni, que em outubro deste ano completa seus 28 anos de pura satisfação em atender seus clientes e amigos, seja para uma boa conversa regada a chopp, aquela Caipirinha antes do almoço de domingo ou até mesmo, quando junta os colorados para assistir aos jogos do time do coração, o Internacional. 
O bar do Zamboni é parceiro do Jornal Vitória. Representantes de Frutas Tangará, Auto Escola Tangará, Cresol Tangará e Rodair Maihndra Tratores, parceiros também deste jornal, participaram desta confraternização entre amigos realizada pela Família Zamboni.

FOTOS:






quarta-feira, 27 de junho de 2018

III Tangarraiá acontece no próximo dia 08 na Praça Darcy Casagrande




Muita música, gastronomia e diversão prometem serem os ingredientes principais do III Tangarraiá, a Festa Julina Municipal que será realizada no próximo dia 08 de julho a partir das 14 horas na Praça Darcy Casagrande em Tangará.
A festa tem como intuito principal resgatar a cultura das festas de São João, bem como unir as escolas do município em um único evento com apresentações culturais venda de comidas e bebidas revertidas em prol das instituições de ensino.
Na programação da festa ainda estão uma mateada, o ascendimento da fogueira, apresentação de quadrilha, queima de fogos, show nativista e show nacional. A dupla João Victor e Reneu sobe ao palco a partir das 18 horas, sendo que logo após acontece o ponto alto da festa com o show nacional com o Grupo Tchê Chaleira.
Segundo o Secretário de Gabinete, Alan Santos, o III Tangarraiá é uma festa já tradicional, sendo que já entrou para o calendário oficial de festas do município. “Essa festividade é uma grande oportunidade de unirmos as escolas e entidades e podermos trazer para a comunidade tangaraense um momento de descontração” comenta.

Prefeitura Municipal

Temperaturas mais elevadas nos próximos dias

ilustrativa/reprodução


Quarta-feira (27/06): 
Tempo:encoberto com chuva no norte catarinense, principalmente nas áreas mais  próximas ao PR. Nas demais regiões do Estado, muitas nuvens com aberturas de sol, principalmente à tarde e no sul de SC.
Temperatura: em ligeira elevação.
Vento: sudeste a nordeste, fraco.
Sistema: o jato subtropical e uma frente semi-estacionária influenciam o norte de SC. Alta pressão (massa de ar frio e úmido) desloca-se para o oceano.

Quinta-feira (28/06): 
Tempo: sol com algumas nuvens em todas as regiões. Do oeste ao sul, chuva isolada à tarde e noite, principalmente nas áreas mais  próximas ao RS.
Temperatura: mais elevada.
Vento: nordeste, fraco a moderado.
Sistema: alta pressão com centro no oceano, litoral sul do Brasil.

Sexta-feira (29/06): 
Tempo: sol com algumas nuvens em todas as regiões. Do oeste ao sul, chuva isolada à tarde e noite, principalmente nas áreas mais  próximas ao RS.
Temperatura: elevada.
Vento: nordeste a noroeste, fraco a moderado com rajadas.
Sábado (30/06): Tempo: sol com aumento de nuvens em todas as regiões. Do oeste ao sul, chuva isolada à tarde e noite, principalmente nas áreas mais  próximas ao RS.Temperatura: elevada.Vento: nordeste a norte, fraco a moderado com rajadas.
Domingo (01/07): 
Tempo: sol com algumas nuvens em todas as regiões. 
Temperatura: bem elevada.
Vento: nordeste a norte, fraco a moderado com rajadas mais intensas.
TENDÊNCIA de 02 a 11 de julho de 2018
Temperatura mais elevada na maior parte do período. Duas frentes frias passam por SC, uma em torno do dia 03 e outra em torno do dia 07/07, favorecendo chuva mais significativa no sul do Estado e litoral. Entre esses dias (04 a 06/07), uma massa de ar mais frio provoca temperaturas mais baixas, principalmente no litoral, mas sem indicativo de frio extremo. Epagri/Ciram

Navegador de Joaçaba vence prova da Copa Scherer 4x4 em Tangará


Foto:Pódio Novatos (Foto: Aline Ben/Divulgação)
A segunda prova do ano da Copa Scherer 4x4 Carbon Free de Rally Regularidade 4x4 foi realizada em Tangará no último sábado, dia 23 de junho. No total, 30 carros participaram do evento disputando os pódios das categorias Master, Graduado, Turismo e Novato. Em uma prova técnica e rápida, o navegador de Joaçaba, Fábio Augusto Conte, conquistou o primeiro lugar na categoria Novato. O joaçabense competiu ao lado do piloto de Fraiburgo, Paulo Lacowicz.

Durante quase quatro horas de prova, os competidores percorreram um total de 90 quilômetros. Apesar da falta de chuva durante a semana na região, o piso permaneceu liso em alguns trechos em meio aos reflorestamentos e garantiu mais emoção e diversão aos competidores. A prova ainda contou com passagens próximas a rios e encerrou em uma pista com médias justas, montada especialmente para fechar o evento com chave de ouro.

Fábio conta que não competia como navegador desde 2016. “Ainda competi como piloto em 2017, mas uma cirurgia me tirou das provas. Agora estou conseguindo voltar como navegador, o que é minha grande paixão. Foi a primeira vez que competi com o Paulo e não esperávamos a vitória. A prova de Tangará estava muito apertada, com as médias extremamente justas, não dava para atrasar. Passamos por trechos que estavam muito lisos mesmo com vários dias sem chuva. Foi uma tarde de sábado com uma adrenalina muito alta que me deixou muito feliz em voltar a competir”, conta.

Joaçaba também se destacou na competição com o terceiro lugar na Graduado da dupla formada por pai e filho, o piloto Elói Petry e o navegador Naor Petry, respectivamente. Outra dupla do município também marcou presença no pódio da categoria com o quinto lugar. A conquista foi de uma dupla formada por irmãos, o piloto Renato Uliana e o navegador Álvaro Uliana. Entre os Novatos, além da vitória de Fábio, Joaçaba também subiu ao pódio com o quinto lugar da dupla formada pelo piloto Valdir Cortina e pelo navegador Edson Zagonel.

Compromisso ambiental

A especificação Carbon Free está ligada ao compromisso ambiental dos competidores e patrocinadores da Copa Scherer 4x4. Todo o carbono emitido pelos veículos é neutralizado por meio do plantio de árvores nativas. A cada 100 quilômetros percorridos por veículo, a organização garante que uma árvore seja plantada.

Em Tangará, os competidores fizeram uma parada logo no início da prova para cumprir com essa etapa com o meio ambiente. A Prefeitura Municipal fez a doação das mudas e também cedeu o terreno para a plantação, que foi realizada no pátio da creche municipal.

A Copa Scherer 4x4 Carbon Free tem supervisão da Confederação Brasileira de Automobilismo (CBA) e da Federação de Automobilismo de Santa Catarina (Fauesc), organização da West Eventos 4x4 Carbon Free e realização dos jeep clubes de Capim Dourado, Vale do Vinho, Pampa Jipe Clube, Piratuba Ipira e Jeep Club do Vale do Rio do Peixe. O patrocínio é de Scherer Autopeças, Mahle Original, Filtros Tecfil, Sabó, Motorkote e Monroe Amortecedores. A etapa local de Tangará ainda contou com apoio de Sopasta.


Fonte: Assessoria de Imprensa

Sead traz mais recursos, juros menores e inovações para agricultura familiar na Safra 2018-2019


Anúncio contempla aumento de recursos e redução do teto de juros

        A Secretaria Especial de Agricultura Familiar e do Desenvolvimento Agrário (Sead) lançou, nesta terça-feira (26), novidades para o fortalecimento da safra 2018-2019 da agricultura familiar. O aumento de recursos para R$ 31 bilhões, a redução do teto de juros para 4.6%, e o aumento do limite do teto da agricultura familiar, que a partir de 1º de julho será de R$ 415 mil, foram alguns dos anúncios divulgados.
        Ainda no sentido de fortalecer as ações e políticas públicas da Sead, cinco Acordos de Cooperação Técnica (ACT) foram assinados durante o evento. Parcerias que possibilitarão a ampliação em 30% na compra de alimentos da agricultura familiar pelo Programa Nacional de Alimentação Escolar (Pnae); a comercialização de produtos da agricultura familiar nos 86 mil empreendimentos ligados à Associação Brasileira de Supermercados (Abras); o aporte de recursos para promoção do desenvolvimento sustentável e a inclusão produtiva de povos e comunidades tradicionais, pescadores artesanais e aquicultores; além de ações de estímulo ao turismo rural e a produção artesanal.
        Na oportunidade, o presidente Michel Temer ressaltou a importância que a agricultura familiar teve na sua infância, e que continua a ter na vida de milhares de brasileiros. Destacou as ações concretas e importantes para o setor, trazidas pelo Plano Safra 2017-2020, como a parceria estabelecida com a Abras para comercialização e do aumento no volume de compra de alimentos produzidos pelos pequenos agricultores para a merenda nas escolas públicas em todo o Brasil.

        “Agricultura familiar é fonte de empregos, sendo a base econômica da maior parte dos pequenos municípios do país. Tem peso decisivo no abastecimento do mercado interno, põe comida na mesa de todos nós, além de ser uma das maiores aliadas no combate à inflação. Portanto, é de grande importância para a economia interna do país, sendo responsável por cerca de 40% do valor bruto da produção agropecuária e pelo crescimento do Produto Interno Bruto (PIB). Por tudo isso, deixo aqui meus cumprimentos e a gratidão pelo importante serviço que a agricultura familiar presta ao nosso país”, completou o presidente Temer.
        As políticas de acesso à terra e regularização fundiária da Sead também tiveram sua execução fortalecidas pelos decretos nº 9.263 e nº 9.309, que previram melhorias para importantes programas da Secretaria, beneficiando milhares de agricultores em todo o território nacional.

        “Entendemos que para o agricultor familiar se tornar independente, ser bem-sucedido e ver sua realidade transformada, não basta apenas ter crédito, é necessário ir além. Ele precisa do título de sua terra e de políticas públicas que lhe permita produzir com qualidade e garanta a comercialização da produção e o retorno digno do seu trabalho, e é isso que estamos trazendo para ele”, comenta entusiasmado o secretário da Sead, Jefferson Coriteac.
        O secretário destacou ainda a importância da sucessão rural e da participação da juventude na consolidação da agricultura 
para a manutenção da soberania alimentar brasileira. “Acredito, verdadeiramente, que o crescimento do Brasil passa pela agricultura familiar… E o futuro desse importante setor produtivo passa, obrigatoriamente, pelas mãos dos nossos jovens agricultores”, afirmou.

Plano Safra 2018/2019 no Sistema Cresol Sicoper

        A Cresol Sicoper inicia as contratações do novo Plano Safra a partir da próxima segunda-feira, 02, e asunidades de atendimento filiadas já iniciaram os eventos de lançamento aos associados e às comunidades onde atuam.

        Cledir Magri, Diretor-presidente da Cresol Confederação, destaca que a Cresol esteve ativamente presentenas discussões acerca das tratativas sobre o regramento do Plano Safra 2018/2019, com destaque para aconquista da redução de taxas e a ampliação no valor de enquadramento da Carta de Aptidão (DAP). “Nossas Centrais de crédito operacionalizarão diversas fontes de recursos no sentido de atender plenamente as demandas dos agricultores associados, visando cumprir com a premissa da Cresol de estar lado a lado com os associados”, enfatiza Magri.
        Já o Diretor-Presidente da Cresol Sicoper, José Silva, ressalta o compromisso do Sistema em iniciar de forma imediata as contratações para beneficiar os associados. “Estamos preparados para operacionalizar um grande Plano Safra, tanto em termos de equipe, com o atendimento que nossos cooperados já conhecem, quanto em termos de subsídios tecnológicos, que garantem a agilidade nas liberações. Almejamos um crescimento nas contratações em torno de 20% em relação ao ano anterior.” Silva também frisa a nova modalidade de equalização de recursos, como um diferencial e um avanço do sistema cooperativo brasileiro. “Dispomos recursos suficientes para que cada associado possa investir com total tranquilidade em sua propriedade e na sua produção, através do crédito consciente e orientado”, finaliza Silva.


______________________________

Assessoria de Comunicação da Cresol Sicoper
Fonte: Secretaria Especial de Agricultura Familiar e do Desenvolvimento Agrário

REGIÃO: Agência da Receita Federal de Videira será fechada


A Agência da Receita Federal (ARF) de Videira será fechada a partir do dia 6 de julho. A suspensão das atividades foi publicada na Portaria da Receita Federal do Brasil nº 898, de 21 de junho de 2018. A medida visa a contenção de despesas em decorrência do cancelamento de dotações orçamentárias no âmbito da Secretaria da Receita Federal do Brasil.

Em Santa Catarina, apenas a ARF/Videira será fechada, pois apresentou uma média diária de 36 atendimentos mês de maio/2018, o que representa 8% dos atendimentos realizados pela Delegacia da Receita Federal (DRF) de Joaçaba, da qual é jurisdicionada.

De acordo com a DRF/Joaçaba, os impactos para os contribuintes que eram atendidos pela Agência serão mínimos, pois os atendimentos presenciais vêm reduzindo cada vez mais frente à gama de serviços oferecidos no site da Receita Federal na internet, por meio de acesso ao Portal e-CAC.

Hoje o atendimento virtual corresponde a 90% dos atendimentos realizados. Além disso, em relação aos serviços de CPF, os órgãos conveniados (Correios, Caixa Econômica Federal e Banco do Brasil) continuarão oferecendo atendimento presencial na cidade.

Em caso de necessidade de comparecimento a uma unidade da Receita Federal, os atendimentos serão absorvidos pelo Centro de Atendimento ao Contribuinte (CAC) da DRF/Joaçaba e pela ARF/Caçador.

Nos próximos dias uma portaria regional será publicada orientando para onde os contribuintes que eram atendidos pela ARF/Videira devem se dirigir.

Caco da Rosa

terça-feira, 26 de junho de 2018

Primeira fase de pagamentos do fundo PIS/Pasep vai até sexta-feira (29)

Brasileiros que trabalharam entre 1971 e 1988 podem sacar recursos junto ao fundo PIS/Pasep até sexta-feira (29). Nessa fase, os pagamentos serão feitos para quem tem mais de 57 anos.

Segundo calendário divulgado pela Caixa Econômica e pelo Banco do Brasil , os pagamentos serão interrompidos em julho e voltarão em agosto. Isso ocorrerá porque o fundo sofrerá um reajuste, o que vai valorizar ainda mais os recursos disponíveis aos trabalhadores.
Entre agosto e setembro, os pagamentos voltam a ser feitos, já com valores reajustados, para todas as idades. Após setembro, os recursos voltam a ficar disponíveis apenas para quem tem 60 anos ou mais.
A exemplo dos saques das contas inativas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), ocorrido ano passado, a expectativa é que a ampliação da idade de pagamentos do fundo PIS/Pasep também ajude a aquecer a economia. Mais de 28 milhões de pessoas serão impactadas diante dos R$ 34,3 bilhões disponíveis para saques.
(brasil.gov.br)