sexta-feira, 20 de dezembro de 2019

Boas Festas!

Clique na imagem para ampliar

Fonte da Imagem: Pixabay

Que ano para o xadrez Fraiburguense !!!!


O ano de 2019 foi excelente para o xadrez Fraiburguense. Hoje nosso município é referencia Regional, Estadual e até Nacional devido ao trabalho de base realizado pela Associação Clube de Xadrez Fraiburgo. Esse sucesso só existe devido ao grande grupo de pais e alunos, professores, patrocinadores e amigos que acreditam no esporte e no xadrez como ferramenta social para um futuro melhor.
Esse foi o ano onde a Associação de Xadrez mais disputou torneios. Foram 28 competições disputadas e cerca de 40 alunos ativos no ano. 


Destacamos alguns resultados: 
* Associação Fraiburgo foi Campeã Geral por Cidades em 6 das 10 etapas do 19º Circuito Regional Oeste;
* Maria Eduarda Thibes Ribeiro Campeã Catarinense Sub 10 feminino pela Federação Catarinense;
* Eduardo Antunes Peroza Campeão Catarinense Sub 14 anos masculino pela Federação Catarinense; 
* Bruna Francescato Favero Vice-Campeã Catarinense Sub 18 pela Federação Catarinense;
* Sofia Letícia Pinz Gomes Vice-Campeã Catarinense dos JESC 15-17 anos pela Fesporte; 
* João Vitor Dalanhol Campeão Catarinense Jogos do IFC;
* Mestre Nacionais Ruan Gonçalves e João Eduardo Orlandi Félix (Primeiros na história do xadrez Fraiburguense); 


Entre as 28 competições disputadas pelos alunos Fraiburguenses, 16 foram com despesas bancadas pela Associação (Patrocinadores) e pais. As demais competições eram de esfera escolar, bancadas pelo estado ou nossos alunos foram custeados por outros municípios, quando infelizmente não puderam representar a prefeitura de Fraiburgo, como é o caso de competições Fesporte: OLESC, Joguinhos Abertos e JASC. 


Patrocinadores:

Schumachertur
Clínica Gastrocare Videira
Frutas Fraiburgo Fossatti
Cooperativa Copercon
Aço Metais
Dresch Comunicação e Design
Louco por Obras
Lucio Automóveis
Viza Supermercado
Rapidão Pizzaria
Sicredi
Carboni Continental



Fonte: Juliano Zonta (Professor Pena) 

Programa de Redução dos Agrotóxicos passa na CCJ


O projeto de lei (280/2019),  apresentado pelo deputado Padre Pedro Baldissera (PT) em agosto e que propõe a criação do Programa Estadual de Redução dos Agrotóxicos (PROERA) em Santa Catarina, foi aprovado pela Comissão de Constituição e Justiça da Assembleia Legislativa. A ideia é semelhante ao Programa Nacional de Redução de Agrotóxicos (PNARA – Projeto de Lei 6670/2016), que teve seu texto redigido por especialistas e apresentado pela Comissão de Legislação Participativa da Câmara dos Deputados. A matéria ainda tramita no Congresso. O projeto do parlamentar seguirá para análise nas comissões de mérito a partir de fevereiro.

Padre Pedro, cuja família ainda trabalha na agricultura, admitiu as dificuldades encontradas por agricultores familiares e o agronegócio na transição para uma produção agroecológica, ou que reduza o volume de agrotóxicos utilizados. “Venho de uma família que trabalha na roça e compreendemos essa dificuldade. Hoje não temos uma política que possa garantir incentivos ou algum amparo e subsídio para que o nosso agricultor familiar se desvincule do pacote de veneno das multinacionais”, admitiu o deputado.

Redução gradual e medidas de apoio

Conforme Padre Pedro, o projeto prevê um processo gradual de eliminação dos agrotóxicos, com foco nos produtos cujas pesquisas apontam perigo para a saúde e efeitos nocivos ao meio ambiente, ou substâncias que já são proibidas em vários países. “Envolve um amplo conjunto de medidas, que vão desde o acesso e o incentivo a produtos de origem biológica, a substituição de produtos de maior impacto, estímulo à produção de base agroecológica, Assistência Técnica Rural (ATR) voltada à transição, criação de áreas de uso restrito de agrotóxicos e áreas livres dos agrotóxicos, entre outras ações. O que buscamos é viabilizar a retirada destes produtos com mínimo impacto na renda das famílias do campo”, observa.

O parlamentar defende, contudo, o banimento imediato de produtos proibidos em outros países e cuja formulação é apontada pela comunidade científica internacional como prejudicial à saúde e ao meio ambiente. “O objetivo da nossa proposta é proteger as produções, os agricultores e a população. Um dos pontos fundamentais é a ampliação dos investimentos em pesquisa e em tecnologias que garantam oferta de insumos livres de substâncias altamente tóxicas”, destaca. Para o deputado, abandonar o modelo de produção baseado nos pacotes de empresas multinacionais fabricantes de veneno não dependerá somente de medidas tributárias, mas sobretudo de uma construção cultural ancorada no conhecimento, na ciência e em políticas públicas de incentivo à transição produtiva.

Os primeiros debates em torno do Proera, conforme Padre Pedro, iniciaram há alguns anos junto a entidades que promovem os Seminários Estaduais de Agroecologia – neste ano acontece a nona edição do evento, no município de Rio do Campo, em 17 e 18 de outubro. “Resolvemos apresentar para uma discussão coletiva na Assembleia depois desse debate motivado pela proposta do Governo do Estado, de extinguir os incentivos fiscais para agrotóxicos”, complementa.

“Redução de incentivos a agrotóxicos tem fundamento”

Padre Pedro criticou a ausência de ações por parte da União e dos Estados, no sentido de impedir a extrema dependência de nossa agricultura em relação aos pacotes tecnológicos de empresas multinacionais. “Até nossas instituições públicas de pesquisa foram e são utilizadas em benefício de um modelo que prejudica nossa saúde e o meio ambiente. Não investimos e nos tornamos dependentes”, analisa.

Para o deputado, a proposta de discutir o fim dos incentivos aos agrotóxicos, apresentada pelo governador Carlos Moisés, tem fundamento e é um passo importante. “Nós temos inúmeras consequencias, entre elas, o prejuízo não só a vidas humanas e com o aumento dos custos na saúde pública, a todo equilíbrio da natureza nas mais diversas dimensões. Muitos não estão compreendendo, por exemplo, o significado preocupante da morte de milhares de colmeias. Estão matando o inseto que poliniza suas lavouras. Alguém se pergunta qual o impacto disso na sustentabilidade de nossa agricultura?” questionou, lembrando a morte de mais de 200 colmeias, no Planalto Norte, em março desse ano.

Mudança cultural

Mas Padre Pedro afirma que não pretende debater o tema a partir da simples proibição ao uso, ou mesmo baseada exclusivamente em medidas tributárias. “Não é questão de se proibir todo e qualquer inseticida ou taxá-los. O que nós temos que mudar é a cultura por trás disso tudo. Nós precisamos investir em pesquisa, em ciência, em tecnologias sociais que permitam avançar para um novo paradigma de produção, e ao mesmo tempo garantir segurança para que as famílias da agricultura consigam fazer a transição. É disso que trata nosso projeto”, defendeu.

Padre Pedro baseia sua análise nos estudos de pesquisadores catarinenses que apontam a viabilidade de Santa Catarina tornar-se uma região modelo na produção agrícola sem veneno, já que quase 90% da agricultura catarinense é formada por pequenos proprietários. “É uma condição privilegiada para a produção de alimentos agroecológicos ou, pelo menos, com uma utilização menor de agrotóxicos. Seria natural nos voltarmos para este modelo, mas ao invés disso insistimos na direção contrária”, complementou.

Banco de sementes
Na mesma linha de defender a independência dos agricultores em relação a pacotes tecnológicos de empresas multinacionais, Padre Pedro foi o autor de outro projeto que rendeu polêmica, mas acabou aprovado e transformado em Lei. O Diário Oficial do Estado (DOE) de 16 de janeiro de 2018 trouxe a redação final da Lei 17.481, que cria a política estadual de incentivo à formação de bancos comunitários de sementes e mudas no Estado. Entre a apresentação do projeto e sua aprovação passaram-se cinco anos de debates.

A ideia da Lei é garantir autonomia na reprodução de inúmeras variedades, seu armazenamento e distribuição, em especial das sementes crioulas, há décadas reproduzidas pelas famílias da agricultura. Atualmente está em curso uma articulação junto à Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS), entidades e movimentos de agricultura, para consolidação de um projeto piloto dos bancos comunitários de sementes e mudas na região Oeste do Estado.

A Lei assegura, a partir de uma política pública estadual, a implantação de espaços que resguardem sementes e mudas de diversas espécies, dando atenção aos exemplares crioulos. A semente é o início da cadeia produtiva de alimentos e por isso tem um valor estratégico. Além da diversidade na agricultura, isso é fundamental numa época de constantes mudanças climáticas.

Quaisquer adversidades, como o ataque de uma nova praga, representam uma ameaça aos plantios uniformes, sem base genética para reações, colocando a segurança alimentar em risco. Além de garantir diversidade de cultivares a disposição da agricultura familiar, os bancos de sementes invertem a lógica de aquisição do produto unicamente a partir dos pacotes biotecnológicos de grandes empresas. Nesta política, os agricultores não são clientes: eles também fornecem material ao banco, para garantir biodiversidade, e têm acesso a sementes e mudas de diferentes espécies.

Já existem linhas de financiamento no Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf), dentro do Sistema Nacional de Sementes e Mudas, que incentivam a produção de sementes crioulas, entre diversas outras fontes de parcerias.

O banco de sementes é uma espécie de caderneta de poupança do campo. As sementes são depositadas em um armazém, podendo ficar ali por muito tempo. Quando for preciso, serão utilizadas. Atualmente há cerca de 1.400 bancos de sementes em todo o mundo. O Brasil tem o quarto maior banco genético, na Embrapa. São cerca de 150 mil amostras.

Em diversas regiões do mundo os bancos comunitários de sementes e mudas permitiram a sustentabilidade da agricultura familiar e a recomposição ambiental de ecossistemas e biomas. Isso contribui para as famílias do campo e na garantia do abastecimento interno do Estado.

Erosão genética

Na justificativa da Lei, Padre Pedro observa que o processo de modernização da agricultura introduziu inúmeras sementes híbridas e, recentemente, transgênicas. Isso reduziu de forma drástica as variedades tradicionais, ocasionando o que os pesquisadores chamam de "erosão genética". A agricultura convencional passou a reproduzir, em maior escala, as sementes e mudas de cultivares mais produtivos. A expansão da biotecnologia agrícola sinaliza uma tendência para a redução da diversidade genética, aumentando a vulnerabilidade.

As empresas produtoras de sementes restringem, de diversas formas, o direito dos agricultores de guardar e reproduzir sementes, obrigando a compra periódica. Ao mesmo tempo, um processo de desinformação busca consolidar a ideia de que as sementes crioulas não são seguras por não passarem por testes laboratoriais, um argumento já desconstruído pelos cientistas.

O que são as variedades crioulas

As variedades crioulas são as sementes produzidas pelos próprios agricultores, sem cruzamentos feitos em laboratório e que resguardam as características originais de cada variedade, dentro de uma ou mais espécies. Em nosso Estado existem diversas iniciativas de agricultores familiares e de comunidades tradicionais, para o cultivo de sementes crioulas e de mudas nativas. Porém, estas iniciativas não contavam com uma política de incentivo, como já vem sendo implementado por outros estados, entre eles Minas Gerais.

Fonte: Assessoria de Imprensa

Programação do Natal Encantado foi desenvolvida em Tangará

Na noite da última quarta-feira (18), foi realizada a programação do Natal Encantado 2019, que aconteceu no Ginásio Municipal Atílio Colombo. Um bom público esteve prestigiando as apresentações culturais, com a Fanfarra Municipal, Coral União de Legeado Grande, oficina de dança da Escola Profissionalizante, pintura facial e a Cantata de Natal que com a participação de pessoas da comunidade, foi representado em forma de teatro o nascimento de Jesus. E para finalizar a noite, a chegada do Papai Noel que no mesmo cenário do teatro, recebeu todas as crianças presentes no evento. Neste ano, optou-se em realizar um evento diferenciado, buscando envolver mais as famílias e resgatar no emocional, o espírito natalino.
A programação foi desenvolvida pela Administração Municipal através da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Turismo.

Fonte: Assessoria de Imprensa

Município de Tangará é contemplado com novo trator de 90cv para a Agricultura

A Secretaria de Agricultura de Tangará foi beneficiada com um novo trator de 90cv, que foi liberado através de uma emenda do então Deputado Federal Esperidião Amim. O equipamento foi entregue pelo Governador Carlos Moisés, em evento realizado na cidade de Chapecó, onde participaram o Prefeito Nadir Baú da Silva, Secretário de Agricultura Aldair Biasiolo, o Bitinha e os vereadores Pedro Thomé e Nilvo Dalla Costa.
Nesta semana o novo trator foi entregue oficialmente ao município e nos próximos dias já estará sendo utilizado nos trabalhos da Secretaria. O secretário Bitinha falou da importância da chegada do novo equipamento: “Esse novo trator vem para melhorar ainda mais os trabalhos que são desenvolvidos, sendo de maior potência aliado às ensiladeiras de área total dará maior rendimento por exemplo na silagem, que já estará sendo iniciada nos próximos dias”, enfatizou o secretário.
Bitinha afirmou ainda que nos próximos dias o município estará recebendo mais um trator, também através de emenda parlamentar.

Fonte: Assessoria de Imprensa

Escola Mater Salvatóris promove ação em apoio ao Projeto Recicla da Prefeitura de Tangará

A partir de Janeiro de 2020, estará sendo implantada a Coleta Seletiva de Lixo em Tangará, cumprindo a Lei 2.213 de 17 de setembro de 2014 instituiu no município de Tangará a Política Municipal de Resíduos Sólidos, e em seu artigo 6º definiu entre os principais instrumentos de gestão a ‘COLETA SELETIVA”. Mas não basta existir uma lei se a sociedade não aderir ao propósito para o qual ela foi criada. A participação da sociedade é fundamental. Nas Escolas Municipais e Estaduais de Tangará o projeto é coordenado pela professora Simone Motter, e busca apoiar e criar novas ações educacionais, que promovam a conscientização da educação ambiental individual evoluindo de maneira coletiva.
Na última semana a Escola Mater Salvatoris esteve promovendo uma ação de apoio através do Projeto “Sustentabilidade e Consumo Consciente”. Orientados pelas professoras Juciléia Denardi e Edinéia Alberti Betiato a turma 1°ano 02. Desenvolveu as seguintes ações comunitárias: Pedágio e Panfletagem no comércio local, oportunizando os educandos transmitir maiores informações a população, sobre o PROGRAMA RECICLA “Coleta Seletiva de Tangará” que inicia em janeiro de 2020.
 Todos os dias são produzidos tanto no meio urbano quanto no meio rural, toneladas de resíduos sólidos e líquidos, mesmo em nossas casas produzimos nosso lixo doméstico.
A adoção de novas posturas visa transformar e construir novos valores sociais, adquirindo conhecimentos, atitudes, competências e habilidades voltadas para o cumprimento do direito a um ambiente ecologicamente equilibrado em prol do bem comum das gerações presentes e futuras.
Vamos cuidar da nossa cidade e do meio ambiente.

Fonte: Assessoria de Imprensa

quarta-feira, 18 de dezembro de 2019

Projeto de lei (280/2019) que cria o Programa Estadual de Redução dos Agrotóxicos (PROERA) em Santa Catarina foi aprovado na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ).




O projeto de lei (280/2019) que cria o Programa Estadual de Redução dos Agrotóxicos (PROERA) em Santa Catarina foi aprovado na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ). No próximo ano esperamos avançar na pauta também nas comissões de mérito.
Sabemos das dificuldades encontradas por agricultores familiares na transição para uma produção agroecológica, ou que reduza a utilização de agrotóxicos. Hoje não temos uma política que possa garantir incentivos ou algum amparo e subsídio para que o nosso agricultor familiar se desvincule do pacote de veneno das multinacionais.
Esse projeto prevê um processo gradual de eliminação dos agrotóxicos, com foco nos produtos cujas pesquisas apontam perigo para a saúde e efeitos nocivos ao meio ambiente, ou substâncias que já são proibidas em vários países. Envolve um amplo conjunto de medidas, que vão desde o acesso e o incentivo a produtos de origem biológica, a substituição de produtos de maior impacto, estímulo à produção de base agroecológica, Assistência Técnica Rural (ATR) voltada à transição, criação de áreas de uso restrito de agrotóxicos e áreas livres dos agrotóxicos, entre outras ações. O que buscamos é viabilizar a retirada destes produtos com mínimo impacto na renda das famílias do campo.


Fonte: Assessoria de Imprensa

Previsão do Tempo para esta Quinta-feira



Quinta-feira (19/12):
Tempo: no Litoral Norte e Grande Florianópolis muitas nuvens com chuva fraca e isolada no início do dia, melhorando com sol. Nas demais regiões sol entre nuvens e pancadas isoladas de chuva à tarde no Oeste e Meio Oeste.
Temperatura: em elevação, mais alta no Oeste e Meio Oeste.
Vento: nordeste do Oeste ao Litoral Sul e de sudeste/leste nas demais regiões, fraco a moderado.
Sistema: alta pressão com centro sobre o oceano no litoral de SC, e cavado (áreas de baixa pressão) sobre o oeste de SC e RS.

Fonte: Epagri/Ciram

Município de Tangará finaliza Plano Municipal de Cultura


Na última semana o Município de Videira sediou a realização da entrega dos Planos Municipais de Cultura realizados por 12 dos 15 municípios membros da Associação dos Municípios do Alto Vale do Rio do Peixe (AMARP). O trabalho é resultado e planejamento desenvolvido ao longo do ano, desde março e visa nortear as ações culturais que serão desenvolvidas durante os próximos dez anos. O evento foi realizado no Centro de Eventos Vitória (CEVI) e reuniu Secretários, Conselhos Municipais de Cultura, Prefeitos e a Comunidade em geral. Sendo que alguns dos integrantes do Conselho Municipal de Cultura de Tangará estiveram presentes no cerimonial. Para a concretização do Plano de Cultura, o município contou com a Assessoria/Consultoria de Roselaine Vinhas, que orientou todo o processo até a finalização do plano.

Fonte: Assessoria de Imprensa

Secretaria de Obras de Tangará recupera estrada entre Lourdes e Santa Rosa




A equipe do setor de obras do município de Tangará está trabalhando na recuperação de uma estrada que liga as comunidades de Lourdes à Santa Rosa. O trecho de pouco mais de 3 km está sendo patrolado e cascalhado, buscando dar melhores condições de tráfego no local. Na Linha Santa Bárbara (Serafini) outra equipe do setor de obras esteve realizando reparos em um trecho de 6 km onde foi efetuado o patrolamento e britagem da estrada.


Fonte: Assessoria de Imprensa

Novas agências da Cresol Sicoper são inauguradas em Alpestre e Novo Barreiro (RS)



Unidades estão vinculadas às Cresóis Frederico Westphalen e Sarandi

Na sexta-feira, 13, e na segunda-feira, 16, a Cresol Sicoper, por meio das Cresóis Frederico Westphalen e Sarandi, inauguraram novas agências de relacionamento nos municípios de Alpestre e Novo Barreiro (RS). Autoridades locais, lideranças, colaboradores, associados e comunidade em geral acompanharam os atos solenes de abertura.
Cresol de Alpestre
A nova agência inaugurada em Alpestre visa oportunizar uma nova alternativa financeira para o município e região, primando pelo relacionamento e pela proximidade com seus cooperados, através de soluções financeiras completas. Com esta nova agência, a Cresol Frederico Westphalen totaliza nove unidades de atendimento, sendo que cinco foram inauguradas em 2019.
O Prefeito de Alpestre, Valdir José Zasso, afirmou que a sociedade precisa acreditar e participar do modelo cooperativista. “Nós já tivemos aqui muitas instituições financeiras, algumas continuam trabalhando aqui, porém eu quero destacar este momento histórico da chegada de uma Cooperativa como a Cresol, que, além do crédito, oferece ações sociais e apoio aos associados”, destacou o Prefeito.
Para o Vice-presidente da Cooperativa, Loreno Cerutti, a comunidade de Alpestre solicitou a instalação da agência e trabalhou fortemente para que fosse viabilizada. “O fato das lideranças deste município se empenharem buscando construir alternativas para a agricultura familiar apresenta um indicativo claro que a Cresol terá muito a contribuir nesta microrregião”, finalizou Loreno.
Cledir Magri, Presidente da Cresol Frederico Westphalen e da Cresol Confederação, salienta que a sensação é de dever cumprido. Para ele, o ano de 2019 foi muito intenso e desafiador. “Objetivamos oferecer uma Cresol em Alpestre que esteja ao alcance das pessoas deste município e da região. Nós fizemos um trabalho muito grande no ano, com a ampliação do espaço físico da nossa sede, bem como a abertura de quatro novas agências, sendo esta a quinta. Aqui havia uma demanda, pois já temos mais de 100 associados no município que iam até a agência de Planalto para ter acesso aos nossos serviços”, destaca o Presidente. Magri também afirmou, durante a inauguração, que, no ano de 2020, a Cresol Frederico Westphalen deverá inaugurar pelo menos mais duas agências na região.
A região onde está localizada a cidade de Alpestre é caracterizada pela alta produção de leite, suínos, frutas, aves, gado de corte, além de agroindústrias familiares.
Cresol de Novo Barreiro (RS)
A partir do compromisso da Cresol em ser uma instituição financeira cooperativa completa, a Cresol abriu a unidade de atendimento de Novo Barreiro na noite desta segunda-feira, 16. O Prefeito, Edinaldo Rossetto, agradeceu o investimento da Cresol no município. “A Cresol é um parceiro que vem fomentar ainda mais nossa atividade da agricultura. Queremos estreitar cada vez mais esse laço para que nossa comunidade possa ter à disposição todos os produtos e serviços da Cooperativa”, frisa.
Marcio Luiz Cassel, Diretor-presidente da Cooperativa, destaca o agradecimento da Cresol pela receptividade da comunidade local. “Ficamos felizes em poder cooperar com o desenvolvimento do município, somando na economia local e juntando forças para o crescimento de todos”, salienta Cassel. Novo Barreiro se destaca na economia, estando em evidência à bacia leiteira, suinocultura, indústrias da erva-mate e calçadista
José Silva, Diretor-Presidente da Cresol Sicoper, salienta a expansão do Sistema e a ampliação da rede de relacionamento da Cresol. “Chegamos com o propósito de, mais do que atender as demandas das comunidades, proporcionar uma nova experiência através de soluções financeiras completas e da proximidade no atendimento, primando pelo bem-estar de cada associado. Parabenizamos às Cooperativas por abraçar este projeto e levar a Cresol, cada vez mais próxima das pessoas”, finaliza Silva.
_____________________
Fonte: Celso Santos e Assessoria de Comunicação da Cresol Sicoper
Fotos: Francisco Machado e Cresol Sarandi

Videira foi sede da final da temporada 2019 da Copa Scherer 4x4 Carbon Free



Competição de rally regularidade reuniu pilotos e navegadores nas categorias Graduado, Turismo e Turismo Light
A cidade de Videira foi a grande responsável por encerrar a temporada 2019 da Copa Scherer 4x4 Carbon Free. A final do campeonato aconteceu no dia 23 de novembro e reuniu competidores das categorias de carros 4x4 Graduado, Turismo e Turismo Light. O desafio final contou com 118 quilômetros de prova, sendo 56 de trecho navegado e 62 de deslocamentos, passando por duas fazendas da região. Em 2019 cerca de 80 pilotos e navegadores participaram das cinco provas da competição que, além de Videira, também passou pelas cidades de Joaçaba, Fraiburgo, Curitibanos e Caçador.
Na última prova do ano a categoria Graduado já estava com seus campeões definidos desde a etapa anterior, mas somente em Videira foram conhecidos os campeões da Turismo e Turismo Light. A cidade realizou uma grande festa que reuniu amigos e famílias para celebrar o esporte off-road em um dos anos em que a competição mais cresceu em termos técnicos e de organização e agradou cada vez mais pilotos e navegadores aprimorando suas características de prova com o passar das etapas.
Nova direção técnica em 2019
Entre os elogios destacados pelos pilotos e navegadores sobre a Copa Scherer 4x4 Carbon Free em 2019, o mais citado foi a adição do novo diretor de prova, Alexandre Rech, à equipe da competição. Para Rech, trabalhar na Copa Scherer neste ano foi uma oportunidade para evoluir como diretor de prova. “Aqui encontrei a matéria-prima para se fazer rally, aliado a receptividade das cidades e dos clubes que ajudaram a compor cada etapa. A Copa Scherer me ajudou a evoluir, por isso deixo meu muito obrigado a todos que puderam andar, se divertir, passar perrengue e colocar mais uns capítulos nas resenhas que o rally proporciona”, afirma.
Eles chegaram “de líder”
Com três vitórias nas quatro primeiras provas do ano, o piloto Leandro Riffel, de Piratuba, e o navegador Michael Masson, de Capinzal, chegaram líderes em Videira, e mais, já eram campeões antecipados. Mas nem por isso deram moleza para os adversários da Graduado, categoria destinada aos competidores mais experientes. Com um segundo lugar na primeira etapa da prova e um primeiro na segunda etapa, eles garantiram mais uma vitória e fecharam o campeonato com quatro primeiros lugares em cinco provas. “Videira foi mais uma prova muito bem feita pela equipe de organização da Copa Scherer. O piso seco facilitou a pilotagem, mas deixou a prova mais técnica onde poucos pontos definem os resultados”, destaca Leandro.
Categoria Turismo ou Pais e Filhos?
Em 2019 a categoria intermediária da Copa Scherer 4x4 Carbon Free incorporou uma das principais características da competição: o envolvimento das famílias. Na Turismo a disputa do ano contou com quatro duplas de pais e filhos disputando os primeiros lugares dos pódios da categoria. Mas entre os Andrade, os Leobet, os Lacowicz e os Tondin o mais importante não era o número em que o pai e filho subiam em cima do pódio, mas sim o tempo que passavam participando juntos de um esporte que é passado de pai para filho.
Com tanto sobrenome repetido no grid da Turismo, os campeões da prova e da temporada tinham tudo para ser da mesma família. Em Videira quem se saiu melhor na prova foi a dupla de Fraiburgo formada pelo piloto Paulo Lacowicz e pelo navegador Ramon Lacowicz, pai e filho, respectivamente. “A Copa Scherer tem sido uma escola para mim, uma família onde as amizades que fazemos nos impulsionam para alcançar nossos objetivos. Todos são muito competitivos, mas também estão sempre celebrando as vitórias dos amigos e comemorando cada passo juntos. Só tenho a agradecer aos organizadores, patrocinadores e competidores por proporcionar essas experiências que não têm preço, poder escapar da rotina e ter bons momentos para recordar com os amigos é o que faz o rally valer a pena”, vibra Ramon.
Já na temporada quem vibrou mais em família foram os Andrade, ou melhor, o piloto José Andrade Júnior e o seu filho, o navegador Bernardo Schafer Andrade. A dupla de Piratuba terminou a etapa de Videira em quarto lugar, mas o resultado foi suficiente para garantir o título da categoria. Para nós a Copa Scherer está no coração, não há coisa melhor do que poder estar participando desta competição que a cada dia vem evoluindo e criando novos vencedores. A prova de Videira foi uma ótima prova como todas as outras que tiveram este ano, e com ótimos terrenos. Para nós o troféu é estar confraternizando com os amigos e fazer novas amizades no meio off-road”, afirma Bernardo, de apenas 12 anos.
Experimentação, troca de dupla e título
Em ritmo de testar novas experiências quem venceu a prova de Videira foi uma nova dupla que se formou em Joaçaba especialmente para a final. O piloto Valdir Cortina topou o convite do conterrâneo, o navegador Fábio Conte, para substituir seu piloto habitual e ajudá-lo a conquistar o título da Copa Scherer em 2019. “Mesmo sabendo da responsabilidade e sem competir desde a primeira etapa do campeonato, Valdir agarrou a oportunidade de formarmos uma parceria que já analisávamos há anos. A prova foi excelente, médias justas e local desafiador, onde o diretor de prova não poupou esforços para fechar o ano com chave de ouro”, diz Fábio. “A Copa Scherer está em um nível técnico muito bom, eu aprendo muito e a gente vê que os competidores aqui da região estão se destacando muito nos outros campeonatos que eles frequentam”, destaca Valdir.
Com os resultados de Videira, o piloto de Capinzal, Gilson Savaris, conquistou o título da Turismo Light. Gilson disputou a temporada com dois navegadores, Luiz Surdi, de Capinzal, na primeira prova do ano, e nas restantes competiu ao lado de Matheus Driessen, de Caçador. Mas o título ele dedica a navegadora que não pôde estar presente ao seu lado em 2019, mas que faz parte da conquista de outro “troféu” do piloto. “A minha esposa Paula não pôde navegar neste ano devido a gravidez, mas incentivou para que eu fizesse todas as provas, por isso dedico o campeonato a ela e a nossa filha que chega no início de 2020”, conta Gilson.
Acompanhe a Copa Scherer!
Participe das atividades da competição acompanhando a página do Facebook da Copa Scherer no endereço fb.com/copascherer4x4carbonfree e também o grupo do Facebook pelo link fb.com.com/groups/copascherer4x4carbonfree. No Instagram a competição está presente com o perfil @copascherer4x4carbonfree e também conta com Canal no YouTube, acesse e assista as aventuras da galera do oeste catarinense.
Compromisso ambiental
A especificação Carbon Free está ligada ao compromisso ambiental dos competidores e patrocinadores da Copa Scherer 4x4. Todo o carbono emitido pelos veículos é neutralizado por meio do plantio de árvores nativas. A atividade na maioria das vezes é realizada ainda em meio à prova. A cada 100 quilômetros percorridos por veículo, a organização garante que uma árvore seja plantada.
A Copa Scherer 4x4 Carbon Free tem supervisão da Confederação Brasileira de Automobilismo (CBA) e da Federação de Automobilismo de Santa Catarina (Fauesc) e organização da West Eventos 4x4 Carbon Free. O patrocínio é de Scherer Autopeças, Mahle Original, Filtros Tecfil, Sabó, Motorkote, Monroe Amortecedores, SFI CHIPS, Maxxis Pneus, Salgadinhos STRIKE, Cup Noodles e Berg Bier Cervejaria. A etapa local contou com apoio do Posto Dois Pinheiros e do Hotel das Videiras.
Texto: Aline Ben da Costa/Comunicação 4x4

terça-feira, 17 de dezembro de 2019

INSS divulga calendário de pagamento para 2020




Cerca de 35 milhões de aposentados e pensionistas do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) já podem checar a data de depósito dos benefícios de 2020. Segundo o INSS, os depósitos seguirão a mesma sequência de anos anteriores. Confira o calendário completo aqui. As datas foram divulgadas na segunda-feira (16).

Segundo o instituto, para quem recebe um salário mínimo, os depósitos de janeiro serão feitos entre os dias 27 de janeiro e 7 de fevereiro. Para saber a data exata, o beneficiário deve verificar o número final do seu cartão de benefício, sem último dígito verificador, que aparece depois do traço. Segurados com renda mensal acima do piso nacional terão seus pagamentos creditados a partir de 3 de fevereiro. A tabela completa pode ser conferida no site do INSS.


Fonte: Rádio Tangará

Corredores tangaraenses participaram de competições no fim de semana




Atletas tangaraenses participaram de competições no fim de semana,tanto no sábado (14) como no domingo (15). Foram corredores da equipe Corre Tangará e também atletas da CME.


Em Herval d’Oeste a competição ocorreu na noite de sábado (14).

Classificações

10 km 

Adriana Menoncin 2º lugar na geral
Amarildo Schiavini 1º lugar em sua categoria
Sandro Menoncin 2º na categoria
Camila Hintz 2° lugar na categoria
Jucima Padilha 3º lugar categoria
Fernando Meneguzzi 3º lugar na sua categoria



5 km 

Tadeu Cendron 3° lugar na geral
Alice Demori 5° lugar geral
Aristeu Gaspar 1° lugar na categoria
Vanessa Cendron 2° lugar na categoria
Dilson Ferreira 4º lugar na sua categoria



Em Caçador, no domingo (15) ocorreu a 12ª Corrida Rústica de Caçador, onde tangaraenses também participaram.



10 km

Adriana Menoncin 3º lugar na geral



5 km 

Dilson Ferreira 1º na sua categoria
Jucimara Padilha 5º na categoria
Tadeu Cendron 1° lugar na categoria e 8° na geral



Os participantes agradecem o apoio da Prefeitura de Tangará.

Fonte: Jornalismo Tangará AM 
com informações de Amarildo Schiavini
Foto: Divulgação

Diocese de Caçador receberá imagem da Sagrada Família




Receber a visita da Sagrada Família é, sem dúvida, uma alegria e um privilégio para o povo de Deus. A imagem que retrata Maria, José e o menino Jesus traz um sentimento de paz e amor.


Em preparação para o XVI Congresso Nacional da Pastoral Familiar que será realizado nos dias 4, 5 e 6 de setembro de 2020, em Florianópolis, com o tema “Amor Familiar: Vocação e Caminho de Santidade” e o lema “Se eu não tenho amor eu nada sou” (I Cor, 13,2), as dez Dioceses de Santa Catarina (Regional Sul 4), estão recebendo a visita da imagem. A peregrinação iniciou no dia 20 de outubro na Diocese de Joaçaba e deve encerrar no dia 20 de agosto na Arquidiocese de Florianópolis.

A Diocese de Caçador acolherá o ícone em 29 de dezembro, dia da Festa da Sagrada Família. A imagem percorrerá as paróquias dos 23 municípios durante o mês de janeiro, permanecendo um dia em cada igreja. As pessoas poderão vê-la durante as celebrações.

Valorização da Família e fortalecimento da Pastoral

Além de preparar o espírito dos paroquianos para o Congresso Nacional, o padre Valmor José de Deus, referencial eclesiástico da Pastoral Familiar, chama a atenção para a simbologia da Sagrada Família. “Queremos com essa acolhida à imagem, promover a valorização da família e também fortalecer as ações de formação da Pastoral. Será um momento para motivarmos o desejo de implantar a Pastoral Familiar nas paróquias onde ainda não existe e reforçar sua importância como pastoral de conjunto, voltada à família, eixo transversal de toda ação evangelizadora”.


Fonte: Diário Rio do Peixe

Previsão do Tempo para esta Quarta-feira



Quinta-feira (19/12):
Tempo: no Litoral Norte e Grande Florianópolis, muitas nuvens com chuva fraca e isolada no início do dia, melhorando com sol. No Oeste, Meio-Oeste e Planalto Sul, predomínio de sol. Nas demais regiões, muitas nuvens a encoberto, com sol no decorrer do dia.
Temperatura: em elevação.
Vento: leste a nordeste, fraco a moderado.

Fonte: Epagri/Ciram

Plano de saúde não pode negar medicamento à base de Canabidiol



Cada vez mais, as pessoas têm tido conhecimento sobre o uso e os efeitos dos remédios derivados de canabidiol ou CBD, substância química presente na maconha (Cannabis sativa) e utilizada exclusivamente para fins terapêuticos.

Mas, pouco se sabe sobre o dever do plano de saúde fornecer tais medicamentos, já que, na maioria das vezes, as operadoras negam a cobertura.

Fonte: EBC

Videira conquista duas medalhas no Campeonato Brasileiro Interclubes de Tênis de Mesa


Os atletas de Videira que representaram o município no 53º Campeonato Brasileiro Interclubes de Tênis de Mesa, realizado em São Paulo de 10 a 15 de dezembro, conquistaram duas medalhas de bronze. Este é o maior torneio de Tênis de Mesa da América, que acontece desde 1926 e nesta edição contou com a participação de 1.300 atletas de todas as idades e de todas as regiões do Brasil.
Participaram da competição os atletas Maria Eduarda Nesi Comin, Luiz Guilherme Corrêa, Kaue Kalenik, juntamente com o técnico, Aurélio Tiago Corrêa e o diretor geral da Fundação Municipal de Esportes de Videira (FMEV), Sérgio Ozelami. Maria Eduarda conquistou o 3º Lugar na categoria sub 15 feminino e Luiz Guilherme ficou com o 3º Lugar na categoria sub 21 masculino.
Para o técnico, estes resultados a nível nacional representam o quanto a modalidade está crescendo. “A participação no maior torneio da história do continente e a conquista de títulos desta magnitude são fruto de muito trabalho, dedicação e empenho dos atletas durante toda a temporada”. O diretor da FMEV destaca ainda que o município esteve muito bem representado na competição. “É muito importante para nossos atletas participarem de uma competição de altíssimo nível. Estamos felizes pelas conquistas em 2019 e motivados para 2020”, finaliza.

Fonte: Assessoria de Imprensa

Administração Municipal instala parquinhos infantis


A administração municipal através da Secretaria Municipal de Educação Cultura e Esportes adquiriu 2 parques infantis para instalação no Centro Educacional Pe. Trudo Plessers II e na Creche Municipal, ambos localizados no Bairro Tranquilo Guzzi.
O investimento foi de R$ 50.603,33, desse valor mais de 80% é oriundo do FNDE (Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação).
A aquisição dos parquinhos é mais um investimento dentre os que estão sendo realizados nas instalações do Bairro Tranquilo Guzzi. A administração municipal já tem cadastrado nas esferas superiores os projetos de construção do Refeitório e de uma quadra coberta para o Centro II.

Fonte: Assessoria de Imprensa

segunda-feira, 16 de dezembro de 2019

Deputado Padre Pedro Baldissera prestigia Festa da Melancia em sua terra natal - Caxambu do Sul


A terra em que nasceu o deputado Padre Pedro, Caxambu do Sul, comemora 57 anos de emancipação com a tradicional Festa da Melancia.

 "Sempre muito bom ouvir e dialogar com essas pessoas que fazem parte de minha vida e que construíram uma bonita história de luta. Um abraço fraterno a cada caxambuense, de chão e de coração", fala Padre Pedro.

Fonte: FaceBook Pe. Pedro

Polícia Civil dá dicas de como evitar golpes nas compras online

Foto: Julio Cavalheiro / Secom

Com a proximidade do Natal, muitos consumidores devem dar preferência para as compras pela internet. Evitar trânsito e não precisar ficar nas filas dos caixas são algumas das vantagens desse tipo de compra. Para não cair em golpes, é preciso estar atento. Ao comprar em um site que não é seguro, além de chance de prejuízo, o presente pode nunca chegar. 

Não se deixar levar pelas ofertas anunciadas como imperdíveis é a principal dica da Polícia Civil de Santa Catarina para evitar golpes nas compras on-line. É preciso controlar o impulso e desconfiar de preços muito abaixo do mercado, como explica diretor de Inteligência da instituição, delegado Alfeu Orben:

“Os golpistas se aproveitam do momento para induzir os consumidores ao erro. Desconfie de ofertas com valores fora do mercado. É aconselhável acompanhar o preço das mercadorias. A melhor forma de evitar problemas é a prevenção. Na dúvida, busque os canais de comunicação das lojas e faça contato por telefone”, recomenda o policial.

O diretor de Inteligência da Polícia Civil do Estado dá outras dicas:

- Sempre fazer a compra e acessar ofertas pelo site oficial da loja, nunca em páginas diferentes; 
- Abrir o site oficial em outra página do navegador, nunca pela página indicada no anúncio da compra;
- Ter cuidado com os anúncios. Eles podem direcionar o consumidor para páginas falsas;
- Nunca clicar em links enviados por e-mails. Eles redirecionam para páginas falsas. Elas também geram boletos, só que o pagamento é direcionado para a conta do golpista;
- Prestar atenção no endereço da página. Ele deve conter o nome oficial do estabelecimento, seguido pela extensão “.com.br”. Páginas falsas podem ter o mesmo nome, porém com outra extensão. Exemplos: nomedaloja.net e nomedaloja.org
- Verificar se o site oferece uma conexão segura. O ideal é aparecer um cadeado fechado no canto superior esquerdo da página, antes do endereço.

Outras informações sobre como evitar golpes nas compras on-line podem ser obtidas no site da Polícia Civil e nas redes sociais.

Fonte: Secom SC

Carteira online facilita meia-entrada e alimentação na escola

Foto:Divulgação/Secretaria da Educação



Investir em inovação para melhorar a rotina dos catarinenses é um dos focos do Governo do Estado. Para facilitar o dia a dia dos alunos, a Secretaria de Estado da Educação (SED) lança a versão on-line da carteira do estudante. O documento de identificação está à disposição dos alunos do 1º ano do Ensino Fundamental até o 3º ano do Ensino Médio da rede estadual de ensino.

Disponível na aba “Carteira do Estudante” do aplicativo Estudante SC, é compatível com a versão Android ou IOS. A carteira possui um código de barras e um QR Code, que auxilia no momento da alimentação escolar. Anteriormente, os alunos precisavam utilizar a carteira de papel para fazer o lanche. Agora, com o código no celular, um tablet faz a identificação do estudante. A carteira também serve como comprovante de meia-entrada para os eventos sociais e culturais no território catarinense.

Para entrar no aplicativo e ter acesso ao documento de identificação, é necessário inserir o número de matrícula e a data de nascimento do aluno regularmente matriculado. A Carteira do Estudante on-line, demanda da Secretaria, por meio da Diretoria de Administração e Finanças em parceria com a Gerência de Tecnologia da Informação, foi desenvolvida pelo Centro de Informática e Automação do Estado de Santa Catarina (Ciasc).


Fonte: Secom SC

Previsão do Tempo para esta Terça-feira


Terça-feira (17/12):
Tempo: muitas nuvens com pancadas de chuva e trovoada a qualquer momento do dia. No norte de SC, chuva melhor distribuída e mais persistente. No oeste, o tempo melhora no decorrer do dia.
Temperatura: mais elevada no oeste, mais amena no litoral.
Vento: sul a sudeste, fraco a moderado, com rajadas mais intensas no litoral.
Sistema: frente fria no mar, com cavado (baixa pressão) entre o litoral norte de SC e litoral de SP.


Fonte: Epagri/Ciram

TANGARÁ: Finais do Campeonato Municipal de Futebol Suíço aconteceram no domingo


No último domingo (15), foram realizados os jogos finais de mais uma edição do Campeonato Municipal de Futebol Suíço. A competição mais uma vez foi realizada no campo do Clube do Carlinhos, tendo neste último final de semana, a fase eliminatória no sábado e as finais no domingo.

A classificação final da categoria veteranos foi a seguinte:
1º Impact
2º Inter de Lourdes
3º Master Amigos do Futebol
4º Total Elétrica
Goleiro menos vazado: Waldemor e Marron/Impact
Artilheiro: Marcinho e Galego/Impact

Já na categoria livre o campeonato finalizou da seguinte forma: 1º Ipiranga
2º Cohab
3º Anemia
4º Atlético
Goleiro menos vazado: Cadu/Anemia
Artilheiro: Juliano/Ipiranga

Fonte: Assessoria de Imprensa