terça-feira, 30 de abril de 2019

TANGARÁ: 2º Desafio de Cicloturismo foi realizado no último domingo




No domingo 28 de abril, foi realizado o 2º Desafio de Cicloturismo,   promovido pelo Bike Clube Tangará, que contou com a parceria da administração municipal. O evento movimentou o município no domingo com mais de 180 ciclistas participantes  vindos dos municípios de: Abdon Batista; Água Doce; Caçador; Campos Novos; Chapecó; Concórdia; Curitiba; Erval Velho; Fraiburgo; Herval do Oeste; Ipira; Irani; Joaçaba; Lebon Régis; Luzerna; Peritiba; Pinheiro Preto;  Piratuba; Rio das Antas;  Salto veloso; Tangara; Treze Tilias; Vargem Bonita; Videira.    Vivenciaram  em dois  percursos de  50 Km (PRÓ) e 25 Km ( Light), as belezas naturais do interior Tangaraense.  Ao final do evento houve almoço de confraternização e sorteios de brindes aos ciclistas. 


Os classificados foram:

Masculino

1    Edson Pirovano (Édo)  -  SC Erval Velho
2    Victor Monstrinho  -  SC Erval Velho
3    Felipe Colla  -  SC Treze Tilias
4    Gilmar Recalcatti -   SC Tangará
5    Jackio Shimabukuro   - SC Videira
5    Alexandre Daniotti  -  SC Joaçaba
7    Bruno Fracaro   - SC Erval Velho
8    Eduardo Dalla Costa  -  SC Treze Tilias
9    Kayton Proença  -  SC Treze Tilias
10    Zeca França    SC Campos Novos

Feminino
1    Josi Viecelli    SC Tangará
2    Monaliza Surdi Gemelli    SC Herval d' Oeste
3    Marilene Da Rocha Lazzari 🇧🇷    SC Videira
4    Cris Gois    SC Videira
5    Suellen Thibes de Campos    SC Videira
6    Tati Schuh    SC Joaçaba
7    Fernanda Lupato    SC Tangará
8    Josiane Nava    SC Caçador
9    Nilceia Manica    SC Campos Novos
10    Sheila Bulla    SC Erval Velho

Fotos divulgação facebook Bike Clube Tangará

segunda-feira, 29 de abril de 2019

Previsão do Tempo para esta Terça-feira


Terça-feira (30/04):
Tempo: sol com poucas nuvens em todas as regiões. Nevoeiro isolado ao amanhecer.
Temperatura: baixa na madrugada, com temperatura próxima de 0 °C e geada fraca e isolada no Planalto Sul. Máxima em elevação principalmente no oeste.
Vento: sudeste a nordeste, fraco a moderado.
Sistema: massa de ar mais frio e seco (alta pressão) desloca-se para p oceano.

Fonte: Epagri/Ciram

TANGARÁ: Realizada a primeira etapa do Campeonato Municipal de Truco


Foi realizada na noite do último sábado (27), na comunidade de São Miguel, a primeira etapa classificatória do Campeonato Municipal de Truco, que está sendo promovido pela administração municipal através da CME. No total 15 duplas participaram do evento tendo como vencedores da etapa as seguintes duplas:
1° Lugar: Olivo e Marcos
2° Lugar: Joel e José
3° Lugar: Valentim e Dorli
4° Lugar: Itanir e Itacir

Já a classificação geral da etapa de São Miguel, as seguintes duplas garantiram vaga para disputar a final:
-Ricardo/Orélio
-Joel/Willian
-Ladir/Ivo
-Itacir/Itanir
-Cézar/Odair
-Joel/José
-Dorli/Valentim
-Olivo/Marcos
-Elizeu/Sandro

De acordo com o responsável pela CME do município, Leandro da Silva, existia a expectativa de mais duplas participarem, o que não ocorreu em virtude do mau tempo. “Nós tínhamos um contato prévio de pelo menos o dobro de duplas para participar do evento, porém em virtude da forte chuva que caiu durante todo o dia e à noite, acabou influenciando na vinda dos demais competidores. Quase tivemos o evento prejudicado inclusive pela falta de energia devido ao mau tempo, mas com o apoio de pessoas da comunidade pudemos improvisar a iluminação para darmos andamento nas partidas”.
A próxima etapa está agendada para ser realizada no dia 18 de maio, na comunidade de Bracatinga. Lembrando que os interessados em participar, têm o custo de R$ 60,00 por dupla, e mediante comprovação de vínculo com o município, morar, trabalhar ou votar em Tangará.

Fonte: Assessoria de Comunicação

Videira: Resultado de Exames já podem ser acessados online

Como forma de oferecer facilidades aos videirenses, especialmente aos usuários do sistema de saúde do município, a Prefeitura de Videira, através da Secretaria de Saúde e Bem Estar Social, já oferece os resultados dos exames laboratoriais através da internet, em um sistema online que pode ser acessado da página da administração.
A nova ferramenta está disponível no site da Prefeitura na aba “Serviços ao Cidadão”, no link “Resultado de Exames Laboratoriais” (http://bit.ly/2Ptf0WC), a partir de hoje (29). Para acessar os resultados, basta inserir o número do protocolo recebido no laboratório no momento da coleta e a data de nascimento nos campos disponíveis.
Se necessário imprimir, basta ir até a unidade de saúde mais próxima com o número do protocolo e solicitar. Com o resultado em mãos, o paciente pode agendar a consulta para apresentar ao médico. No caso de urgência, o paciente deve se deslocar até a UPA 24 horas com o resultado dos exames em mãos.
De acordo com o prefeito de Videira, Dorival Carlos Borga, este é mais um compromisso da administração que está sendo efetivado, quando o paciente tem acesso às suas informações utilizando a internet como aliada. “Nossa meta é melhorar o atendimento aos videirenses, tendo a inovação como ferramenta. Precisamos aproveitar a tecnologia que temos disponível em favor dos serviços públicos e das pessoas”, finaliza.

Fonte: Assessoria de Imprensa

IPVA 2019: pagamento em cota única termina nesta terça-feira, dia 30

Proprietários de veículos com placas que terminam em 4, que optarem por pagar o IPVA em cota única, devem quitar a dívida até esta terça-feira, 30 de abril.

Em 2019, os catarinenses estão pagando, em média, 3,2% a menos de IPVA do que no ano passado. O índice representa a desvalorização dos veículos em relação a 2018 de acordo com a tabela Fipe (Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas), utilizada pela Secretaria de Estado da Fazenda (SEF) como base de cálculo. Em Santa Catarina, o tributo varia entre 1% e 2% do valor venal do veículo.

A quitação do imposto é um dos requisitos para licenciar o veículo. O não pagamento também implica em Notificação Fiscal, com multa de 50% do valor devido, mais juros SELIC ao mês ou fração. Para saber qual o valor do IPVA do seu carro, acesse a tabela disponível aqui.

Tributação

Dos 5 milhões de veículos em circulação no Estado, 3,3 milhões são tributados. Os demais têm isenção e/ou imunidade (veículos antigos, táxis e portadores de deficiência). Motocicletas até 200CC estão isentas, condicionada a que não lhe tenha sido aplicada penalidade por infração de trânsito, no ano anterior, no caso 2018.

-> IPVA mais caro é do automóvel I/LAMBORGHINI AVENT S (ano de fabricação 2018): R$ 77.440,68

IPVA em Santa Catarina - Alíquotas vigentes

2% para veículos de passeio, utilitários e motor-casa, nacionais ou estrangeiros;
1% para veículos de duas ou três rodas e os de transporte de carga ou passageiros (coletivos), nacionais ou estrangeiros;
1% para veículos destinados à locação, de propriedade de locadoras de veículos ou por elas arrendados mediante contrato de arrendamento mercantil.


Fonte: Governo de Santa Catarina

Safra de pinhão em Santa Catarina deve cair pela metade

A colheita do pinhão em Santa Catarina já começou, mas a previsão é de que a produção seja a metade da registrada no ano passado. Em todo o estado, devem ser colhidas cerca de duas mil toneladas da semente.

“É relativamente normal, ao longo dos anos, você ter alternância de produção no caso do pinhão”, explica Adelar Mantovani, professor da Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc).

“Estudos mostram que a polinização é uma época crítica. Então, qualquer evento de muita chuva, umidade relativa do ar muito elevada pode ter alguma interferência”, completa o engenheiro agrônomo.

Mas o preço está compensado para o produtor. No ano passado, nesse início de safra, o quilo não passava de R$ 3. Neste ano, chega a R$ 6.

Fonte: Diário Rio do Peixe

Inscrições do Regional de Futsal do SESI encerram nesta terça feira


As equipes interessadas em fazer sua inscrição para o Regional de Futsal do SESI – Taça Frinora tem até esta terça feira, dia 30 de abril, para confirmar sua participação na competição regional.

As disputas devem iniciar no sábado, dia 04 de maio e todos os jogos acontecem no Ginásio Municipal de Esportes Nelson Lenardt, em Rio das Antas.

As categorias são: Masculino Livre, Feminino Livre, Master 35 (ano base 1984) e Indústria.

Interessados em fazer a inscrição devem entrar em contato pelo fone (49) 99126-6432 ou 3531-3616, ou ainda pelo email: moacir.tenconi@sesisc.org.br. Mais informações no banner oficial da competição.

Segundo informações recebidas aproximadamente trinta equipes confirmaram a participação, além de outras inúmeras que apanharam sua ficha de inscrição. A maior procura está sendo nas categorias industriário e livre masculino.

A organização da competição está a cargo do SESI, que dispensa comentários.

Fonte: Blog La Pelota

Casal de Água Doce completa Bodas de Pérola Negra


Alcino e Hildegart Lamb, completaram no dia 24 de abril, 65 anos de união conjugal. Naturais de Linha Leãozinho – Luzerna, ambos com 87 anos, o casal tem dois filhos, cinco netos e cinco bisnetos. 
O casal reside há 62 anos na comunidade de Linha Olinda – Água Doce. Eles dedicaram suas vidas a agricultura. A celebração das Bodas de Pérola Negra, aconteceu neste domingo, dia 28.

Fonte: Tropical Fm 99



Mostra do Vinho Catarinense tem lançamento oficial na Assembleia Legislativa


Evento terá sua oitava edição entre os dias 17 e 
19 de maio, no município de Pinheiro Preto 



A Assembleia Legislativa sediou, na última quarta-feira (24), o lançamento da 8ª Mostra do Vinho Catarinense, em Pinheiro Preto. O evento, marcado para os dias 17, 18 e 19 de maio, reúne produtores do município, de Tangará, Videira e também convidados de diversas regiões produtoras. Pinheiro Preto, que ostenta o título de Capital Catarinense do Vinho, é responsável por 70% do vinho produzido em Santa Catarina.

“Isso é muito importante para a economia do município e do produtor, pois segura o jovem na agricultura e fomenta o comércio, além de atrair turistas para a cidade”, explicou o prefeito de Pinheiro Preto, Pedro Rabuske (MDB).

De acordo com o prefeito, cada vinicultor terá espaço para divulgar seu produto. “O turista também poderá conhecer os parreirais, como o vinho é produzido e engarrafado para chegar ao consumidor”, informou.

O deputado Padre Pedro Baldissera, que foi um dos criadores da Mostra junto de vitivinicultores do Vale do Rio do Peixe, da Cresol e das prefeituras da região, explica que o objetivo do evento é divulgar a produção dentro do Estado e mostrar a qualidade dos vinhos, sucos e espumantes catarinenses. “Nosso foco agora é criar oportunidades para o desenvolvimento do enoturismo e também de novos eventos que aproximem a população das famílias que atuam no setor há décadas”, afirmou. 

O parlamentar destacou a importância do projeto de crédito para renovação dos parreirais no Estado, que beneficiou dezenas de produtores e ampliará em 1 milhão de quilos a produção catarinense. “Nesse ano vamos buscar novamente este aporte e esperamos avançar ainda mais”, observou Padre Pedro.  

Diferencial

Para o produtor e enólogo Gilson Panceri, de Tangará, o objetivo do evento é mostrar o diferencial do vinho catarinense, que, na sua avaliação, não perde em qualidade para aqueles de outras regiões e países. Panceri defendeu uma conscientização dos catarinenses para a excelência do vinho produzido no Estado. “Se você vai ao Rio Grande do Sul, o consumidor de lá vai dizer que o vinho de Bento Gonçalves é o melhor; se for à Argentina, vão dizer que o melhor é de lá. Quando vem para Santa Catarina, o catarinense muitas vezes prefere um vinho chileno, um francês ou mesmo de outras regiões”, lamentou.

Segundo Panceri, Santa Catarina, por ser um Estado pequeno, possui características que favorecem a produção de uvas e vinhos. “Temos uma sazonalidade de produção que começa lá em dezembro, no extremo oeste, continua em fevereiro e março no meio oeste e, ainda hoje, praticamente cinco meses após começar a safra, ainda temos uvas sendo colhidas na Serra Catarinense. Isso ocasiona dentro dos vinhos um terroir, um aroma, um sabor todo específico do Estado que fora você não vai encontrar.”

Para o enólogo, os apreciadores de vinho de Santa Catarina precisam abrir mais espaço ao produto local. “Fazendo isso, ajuda nossa cadeia produtiva, porque nós produzimos com qualidade e precisamos que as pessoas consumam com mais frequência.”

domingo, 28 de abril de 2019

Previsão do Tempo para esta Segunda-feira



Segunda-feira (29/04):
Tempo: sol com poucas nuvens em SC.
Temperatura: baixa na madrugada.
Vento: sul a leste no interior, e de sul no litoral, fraco a moderado.
Sistema: alta pressão em SC.

Fonte: Epagri/Ciram

EDUCAÇÃO: Ufsc abre inscrições para o vestibular de Inverno nesta segunda (29)


Resultado de imagem para vestibular ufsc 2019 2


A UFSC, por meio da Comissão Permanente do Vestibular (Coperve), abre inscrições nesta segunda-feira, 29 de abril, para o Vestibular UFSC/2019-2. A instituição oferece 565 vagas em 24 opções de cursos, nas quais constam Medicina no campus Araranguá, Bacharelado em Química em Blumenau, e vagas remanescentes do Vestibular UFSC/2019. O Edital, que concentra todas as informações do concurso, está disponível na página vestibular20192.ufsc.br.

As inscrições devem ser feitas até o dia 29 de maio de 2019, somente via internet, no valor de R$ 135 para todos os cursos. O prazo para requerer isenção da taxa de inscrição vai até o dia 20 de maio.

No cartaz do Vestibular, o candidato encontra recursos de realidade aumentada. Para visualizar, basta ter em seu smartphone o app Zappar, disponível para download para Android e iPhone. O aplicativo permite assistir a depoimentos de estudantes da UFSC e direciona para inscrição, página do concurso e contatos.

Provas

As provas serão realizadas nos dias 6, 7 e 8 de julho de 2019 (sábado, domingo e segunda-feira), nas cidades de Araranguá, Blumenau, Chapecó, Criciúma, Curitibanos, Florianópolis, Joinville e Tubarão.

O portão de acesso ao local será aberto às 13h e fechado às 13h45min, em todos os dias do Vestibular. O candidato terá acesso ao local mediante apresentação do original do Documento de Identidade, legalmente válido, informado no Requerimento de Inscrição, e da confirmação de Inscrição Definitiva.

O candidato que chegar ao local de prova após o fechamento do portão de acesso não poderá realizá-la, independentemente dos motivos alegados.

As provas iniciarão, impreterivelmente, às 14h e terão duração de quatro horas. Durante a realização das provas, não poderá ocorrer: comunicação de qualquer tipo entre candidatos nem porte/uso de material didático-pedagógico, de telefone celular, relógio (qualquer tipo), controle remoto, chave eletrônica de veículos, fone de ouvido, armas, acessórios de chapelaria (chapéu, boné, gorro, turbante e similares), óculos escuros, calculadora, tablet, pen drive, MP-player ou qualquer tipo de aparelho eletrônico, exceto em casos excepcionais referentes a condições especiais.

Cronograma de provas

6 de julho (sábado)

Língua Portuguesa e Literatura Brasileira: (doze questões de proposições múltiplas);
Segunda Língua: Alemão, Espanhol, Francês, Inglês ou Italiano (oito questões de proposições múltiplas);
Matemática: dez questões de proposições múltiplas e/ou abertas;
Biologia: dez questões de proposições múltiplas e/ou abertas.
7 de julho (domingo)

Ciências Humanas e Sociais: 20 questões de proposições múltiplas, assim distribuídas: sete questões de História, sete questões de Geografia, duas questões de Filosofia, duas questões de Sociologia e duas questões interdisciplinares envolvendo pelo menos duas dessas disciplinas;
Física: dez questões de proposições múltiplas e/ou abertas;
Química: dez questões de proposições múltiplas e/ou abertas.
8 de julho (segunda)

Redação;
Questões discursivas: quatro.

Fonte: Ufsc

A cada 3 horas e 40 minutos uma pessoa morre por acidente de trabalho

O Brasil registra uma morte por acidente de trabalho a cada 3horas e 40 minutos. Segundo o Observatório Digital de Segurança e Saúde do Trabalho, entre 2012 de 2018 foram contabilizados 17.200 falecimentos em razão de algum incidente ou doença relacionados à atividade laboral. Neste domingo, é comemorado o Dia Mundial e Nacional de Memória às Vítimas de Acidentes e Doenças de Trabalho, uma data criada para alertar a sociedade sobre o problema.

No comparativo por anos, houve queda nos registros, com 2.659 casos em 2014; 2.388 em 2015; 2.156 em 2016; 1.992 em 2017; e 2.022 em 2018. Já os acidentes de trabalho são mais frequentes e ocorrem a cada 49 segundos. No mesmo período, foram registrados 4,7 milhões incidentes deste tipo, conforme o Observatório.

Os tipos de lesão mais comuns foram corte e laceração, com 734 mil casos (21%). Em seguida, vêm fraturas, com 610 mil casos (17,5%), contusão e esmagamento, com 547 mil (15,7%), distorção e tensão, com 321 mil (9,2%) e lesão imediata, com 285 mil (8,16%). As áreas mais atingidas foram os dedos (833 mil incidentes), pés (273 mil), mãos (254 mil), joelho (180 mil), partes múltiplas (152 mil) e articulação do tornozelo (135 mil).

As áreas com maior incidência de acidentes de trabalho foram atendimento hospitalar (378 mil), comércio varejista, especialmente supermercados (142 mil), administração pública (119 mil), construção de edifícios (106 mil), transporte de cargas (100 mil) e correio (90 mil). Já no ranking por ocupação, as ocorrências mais frequentes foram as de alimentador de linha de produção (192 mil), técnico de enfermagem (174 mil), faxineiro (109 mil), servente de obras (97 mil) e motorista de caminhão (84 mil).

Entre os homens, os acidentes foram mais frequentes na faixa etária dos 18 aos 24 anos. Já entre as mulheres, no grupo de 30 a 34 anos.

Na distribuição geográfica, os estados com maior ocorrência destes incidentes foram São Paulo (1,3 milhão), Minas Gerais (353 mil), Rio Grande do Sul (278 mil), Rio de Janeiro (271 mil), Paraná (269 mil) e Santa Catarina (185 mil).

Para além dos impactos principais e graves dos danos à vida e à integridade de trabalhadores, os acidentes de trabalho também trazem outras consequências. No período monitorado pelo Observatório, 351 milhões de dias de trabalho foram “perdidos” em razão dos afastamentos. Os gastos estimados neste mesmo intervalo chegaram a mais de R$ 82 bilhões.

Na avaliação do coordenador nacional de Defesa do Meio Ambiente do Trabalho, do Ministério Público do Trabalho, Leonardo Mendonça, o Brasil ainda tem muito o que avançar. Mendonça diz que, a despeito do discurso das empresas considerar a importância da segurança nos locais de trabalho, a preocupação com a produção ainda vem em primeiro lugar.

O procurador argumenta que empregadores devem investir tanto em prevenção como no fornecimento de materiais de segurança. “O ideal é ter um ambiente de trabalho organizado não apenas no sentido de um local limpo, mas saudável, que não seja propenso a adoecimentos”, defendeu, em entrevista á Agência Brasil.

Segundo o procurador, a construção desse ambiente para evitar acidentes e adoecimentos envolve uma preparação do conjunto das empresas, inclusive a formação de seus funcionários e pessoas em postos de chefia. “É preciso fazer capacitações com todos os setores da empresa. Desde o topo até o funcionário de chão de fábrica para que tenha carimbo de que realmente ela se preocupa com saúde”, argumenta.

Em abril, foi lançada a Campanha de Prevenção a Acidentes de Trabalho (Canpat 2019), uma iniciativa conjunta do governo federal, Ministério Público do Trabalho e entidades patronais e de empregadores. O objetivo da iniciativa foi alertar para o problema e estimular empregadores e trabalhadores a construírem ambientes mais saudáveis.

Fonte: EBC

Colisão entre carreta e ônibus deixa mortos e feridos na BR-470


Uma colisão entre um ônibus da empresa Catarinense e uma carreta cegonheira fez pelo menos quatro mortos e mais de 15 feridos na manhã deste sábado (27) na BR-470, em Ibirama. O grave acidente, que ocorreu por volta das 11h no km 119 na Serra São Miguel, mobilizou Bombeiros de toda a região do Vale do Itajaí.

O ônibus, que fazia linha Joinville/Lages, transportava 26 passageiros, sendo que 16 foram resgatados e levados para o Hospital Regional de Rio do Sul e Miguel Couto, de Ibirama. Os outros receberam atendimento e foram liberados no local.

Conforme a Polícia Rodoviária Federal, a carreta descia a serra, quando o reboque fez um “L” e atingiu o coletivo.

Vítimas identificadas

Edileuza Vieira de Souza, natural de Água Branca (AL), que estava na poltona 1 e fazia o trecho de viagem Joinville - Rio do Sul, de 69 anos;

Gesebek Terezinha Schmitz, natural de Otacílio Costa, que estava na poltrona 2 e fazia o trecho de viagem Blumenau - Lages, 51 anos;

Salete Aparecida Schemes, natural de Cerro Negro, que estava na poltrona 5 e fazia o trecho da viagem Joinville - Lages, de 62 anos;

Gilberto Antunes Pereira, natural de Lages, motorista, 41 anos.

Fonte: Caco da Rosa

Videira Futsal vence a segunda na Série Bronze da LCF


Em jogo de quatorze gols, o Videira Futsal venceu sua segunda partida na Série Bronze da Liga Catarinense de Futsal.

Jogando em Abelardo Luz no sábado (27), a equipe videirense comandada pelo técnico João Carlos de Queiróz (Juca) venceu a equipe da casa e chegou aos 6 pontos na tabela de classificação, dividindo a liderança da competição com Nova Itaberaba.

Os gols videirenses foram marcados por Gustavo Tonello (2), Nado (2), Edinho, João Marcos, Cão, Willian e Toko.

O próximo compromisso do Videira Futsal será no sábado, dia 11 de maio (véspera de Dia das Mães), quando ás 20h15min recebe em casa, no Ginásio Sérgio Luiz Marafon, a CME Irani.

Fonte: Blog La Pelota

Maio terá bandeira amarela na tarifa de energia elétrica


A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) informou nesta quinta-feira (25) que a bandeira tarifária para maio será amarela, com custo adicional de R$ 1 para cada 100 quilowatts-hora (kWh) consumido. De acordo com a agência, embora a previsão hidrológica para o mês indique tendência de vazões próximas à média histórica, "o patamar da produção hidrelétrica já reflete a diminuição das chuvas, o que eleva o risco hidrológico e motiva o acionamento da bandeira amarela".

"Diante da perspectiva de que as afluências aos principais reservatórios fiquem perto da média, o preço esperado para a energia (PLD) deve permanecer próximo ao registrado nos últimos meses", informou a Aneel.



Sistema

O sistema de bandeiras tarifárias foi criado, de acordo com a Aneel, para sinalizar aos consumidores os custos reais da geração de energia elétrica. A adoção de cada bandeira, nas cores verde (sem cobrança extra), amarela e vermelha (patamar 1 e 2) está relacionada aos custos da geração de energia elétrica.

Na amarela há o acréscimo de R$ 1 a cada 100 kWh consumido. Na vermelha, no patamar 1, o adicional nas contas de luz é de R$ 3 a cada 100 kWh; no 2, o valor extra sobe para R$ 5.



Dicas de economia

Para evitar aumento significativo nas contas, a Aneel dá dicas para que os consumidores economizem energia. Entre elas a de, no caso do uso de chuveiros elétricos, tomar banhos mais curtos. A agência sugere também a diminuição no uso do ar-condicionado e que, quando o aparelho for usado, que se evite deixar portas e janelas abertas, além de manter o filtro limpo.

A Aneel indica, ainda, que o consumidor tenha atenção para deixar a porta da geladeira aberta apenas o tempo que for necessário e que nunca se coloque alimentos quentes em seu interior. Uma outra dica da Aneel para que o consumidor economize energia é a de juntar roupas para serem passadas de uma só vez e que não se deixe o ferro de passar ligado por muito tempo.

Fonte: Rádio Tangará

Mega-Sena, concurso 2.146: ninguém acerta as seis dezenas e prêmio vai a R$ 125 milhões

Ninguém acertou as seis dezenas do concurso 2.146 da Mega-Sena, realizado na noite deste sábado (27) em São Paulo (SP). O prêmio acumulou.

Veja as dezenas sorteadas: 16 - 18 - 31 - 39 - 42 - 44

A quina teve 283 apostas ganhadoras; cada uma levará R$ 30.594,81. A quadra teve 15.338 apostas ganhadoras; cada uma receberá R$ 806,43.

O próximo concurso (2.147) será na quinta-feira (2). O prêmio estimado é R$ 125 milhões.

Para apostar na Mega-Sena
As apostas podem ser feitas até as 19h (de Brasília) do dia do sorteio, em qualquer lotérica do país ou pela internet. A aposta mínima custa R$ 3,50.

Probabilidades
A probabilidade de vencer em cada concurso varia de acordo com o número de dezenas jogadas e do tipo de aposta realizada. Para a aposta simples, com apenas seis dezenas, com preço de R$ 3,50, a probabilidade de ganhar o prêmio milionário é de 1 em 50.063.860, segundo a Caixa.

Já para uma aposta com 15 dezenas (limite máximo), com o preço de R$ 17.517,50, a probabilidade de acertar o prêmio é de 1 em 10.003, ainda segundo a Caixa.

Fonte: G1/SC

Catarinense cumpre desafio e vai ao Everest após vencer doença


Aventureiro de 32 anos de idade, casado, pai de dois filhos. O problema de saúde descoberto em 2017 fez com que o economista Adir Dagostin mudasse todo o seu ritmo de vida, em Chapecó, no Oeste do estado. Uma úlcera nervosa levou Adir para a sala de cirurgia algumas vezes.

Ao vencer o desafio da doença, se propôs a novos desafios. "Tem um reconhecimento por uma nova oportunidade de vida. Eu tentei buscar resolver o mais rápido possível esse meu problema de saúde e me recompensar pelo menos uma vez ao ano com um tempo para minha vida", disse.

No mesmo ano começaram as mudanças. O esporte passou a fazer parte da rotina diária, e de lá pra cá são 40 km de caminhadas na semana, mais 150 km pedaladas por toda a cidade de Chapecó.

Adir conta que se sentiu tão bem que decidiu aumentar o projeto. No roteiro, desde 2017 tem 900 km de bicicleta pelo caminho de Santiago de Compostela, na Espanha, mais 250 km, no caminho, só que pelo lado Português, e visita a 40 países.

A última aventura foi realizada no começo de abril deste ano. O economista encarou a subida do Monte Everest, a montanha mais alta do mundo, com 8.848 metros acima do nível do mar, na Cordilheira do Himalaia.

Adir viajou com um grupo de Campinas (SP), era o único catarinense entre os paulistas. Não chegou ao topo, mas passou metade do trajeto. Chegou a 5.700 metros acima do nível do mar.

"Me falaram, Ana ele é louco, como assim, que preparação ele tem, com quem ele foi?", conta a mulher dele, Ana Dagostin que apoiou o marido no projeto.

"Principal ensinamento, eu poderia dizer assim, é a renovação dos votos de humildade. Porque você acaba vivendo uma condição infinitamente mais limitada em termos de recursos de higiene, recursos de alimentação, e você consegue renovar os votos de humildade de uma maneira que mexe muito com a pessoa", finaliza Adir.

Fonte: G1/SC

quinta-feira, 25 de abril de 2019

Previsão do Tempo para este final de semana



Sexta-feira (26/04):
Tempo: céu nublado pela manhã a encoberto com pancadas de chuva no decorrer da tarde e noite.
Temperatura: pequena elevação devido a cobertura de nuvens.
Vento: nordeste, fraco a moderado com rajadas no Litoral.


Sábado (27/04):
Tempo: instável com chuva na madrugada e a partir da tarde, moderada a forte em alguns momentos, devido ao deslocamento de uma nova frente fria no Sul do Brasil.
Temperatura: pequena elevação devido a cobertura de nuvens.
Vento: nordeste a noroeste, fraco a moderado com rajadas.


Domingo (28/04):
Tempo: presença de nebulosidade com chuva no início do dia, melhorando gradativamente no decorrer do dia a partir do Oeste.
Temperatura: em declínio.
Vento: noroeste passando para sudoeste, fraco a moderado com rajadas.


Fonte: Epagri/Ciram

Prefeitura de Tangará realizará leilão para venda de dois bens imóveis


A administração de Tangará estará realizando no dia 30 de abril a venda de bens imóveis localizados no perímetro urbano do município na Rua Francisco Nardi e Rua São Paulo, através da modalidade de concorrência pública. Os terrenos que estarão sendo colocados à venda, são dois que não foram vendidos no leilão que foi realizado em fevereiro deste ano, um deles é o prédio onde funcionava a antiga escola profissionalizante.

Os detalhes sobre cada imóvel, como metragem e valores bem como o edital completo de cada modalidade de concorrência pública, estão disponíveis no site da prefeitura.


Fonte: Assessoria de Imprensa

Terminal Irio Zardo, em Videira, já está em funcionamento

Foi com a chegada do ônibus da Unisul, às 7 da manhã desta quinta-feira (25), que o novo Terminal Rodoviário Irio Zardo entrou em funcionamento nesta quinta-feira (25). A partir de agora os usuários do transporte intermunicipal contam com um amplo espaço para o embarque e desembarque de passageiros, além de serviços como espaço de alimentação, amplo estacionamento e mais comodidade em locais como a sala de espera.

O prefeito Dorival Carlos Borga acompanhou as primeiras movimentações e aproveitou o momento para um café da manhã na lanchonete, acompanhado do secretário de Gabinete, Euro Vieceli, secretário de Administração e Fazenda, Gentil Gaedke, secretário de Gestão Pública, Felipe Schuler e do secretário de Desenvolvimento Urbano, Agricultura e Meio ambiente, Fabiano Marafon, que é responsável pela gestão do espaço.

Para facilitar o acesso dos usuários que precisam se deslocar da rodoviária ao centro de Videira, Borga explica que foi disponibilizado ônibus coletivos que farão este transporte a cada meia-hora. “Desta forma, todos serão muito bem atendidos, tanto no transporte intermunicipal quanto interno, através deste suporte que está sendo dado. Os ônibus passam no novo terminal e levam e trazem a população de forma contínua, sem grandes esperas”, diz.

Para Carolina Maddalosso, que aguardava o ônibus na sala de embarque, o novo espaço ficou muito mais bonito, organizado e funcional. “A impressão da cidade muda com relação à rodoviária, porque é um local que recebe pessoas de todo o país. Esta primeira impressão é a que fica, pois quando chegam nesse espaço tão moderno, tem uma visão diferente de Videira, quando comparada à antiga rodoviária”, comenta.


Fonte: Assessoria de Imprensa

Treze Tílias perde um de seus pioneiros

Faleceu no dia 23/04, em sua residência, vítima de câncer, Felinto Calza, pai do ex-vereador e ex-presidente da Câmara Pedro Calza.

Felinto completaria 81 anos no dia 5 de maio, mesmo dia em que completaria 60 anos de casamento com Adiles Carletto Calza.

Pai de 4 filhos, Pedro, Sirlei, Nilso e Ivan, Felinto deixa também 4 netos e 3 bisnetos. Natural de Veronópolis, no Rio Grande do Sul, veio para Treze Tílias em 1940, aos 12 anos de idade.

Morou na Linha São Paulo, onde trabalhou na agricultura e mais tarde acabou mudando-se para a cidade. 

Fonte: Tropical FM 99

Governo Federal extingue horário de verão

O Brasil não adotará mais o horário de verão a partir deste ano. O presidente Jair Bolsonaro assinou nesta quinta-feira (25) decreto que extingue a medida, em cerimônia no Palário do Planalto. A decisão foi baseada em recomendação do Ministério de Minas e Energia, que apontou pouca efetividade na economia energética, e estudos da área da saúde, sobre o quanto o horário de verão afeta o relógio biológico das pessoas.

“As conclusões foram coincidentes. O horário de pico hoje é às 15 horas e [o horário de verão] não economizava mais energia. Na saúde, mesmo sendo só uma hora, mexia com o relógio biológico das pessoas”, disse, ressaltando que não deve haver queda na produtividade dos trabalhadores nesse período.

A medida já havia sido anunciada pelo presidente no dia 5 de maio.

De acordo com o secretário de Energia Elétrica do MME, Ricardo Cyrino, a economia de energia com o horário de verão diminuiu nos últimos anos e, neste ano, estaria perto da neutralidade. “Na ótica do setor elétrico, deixamos de ter o benefício”, disse.

Cyrino afirmou que o horário de verão foi criado com o objetivo de aliviar o pico de consumo, que era em torno das 18 horas, e trazer economia de energia na medida em que a iluminação solar era aproveitada por mais tempo. “Com a evolução da tecnologia, iluminação mais eficiente, entrada de ar-condicionado – que deslocou o pico de consumo para as 15 horas – e também a substituição de chuveiros elétricos [por aquecimento solar, por exemplo], que coincidia com a iluminação pública às 18 horas, deixamos de ter a economia de energia que havia no passado e o benefício do alívio no horário de ponta, às 18 horas”, explicou.

O horário de verão foi criado em 1931 e aplicado no país em anos irregulares até 1968, quando foi revogado. A partir de 1985, foi novamente instituído e vinha sendo aplicado todos os anos, sem interrupção. Normalmente, o horário de verão começava entre os meses de outubro e novembro e ia até fevereiro do ano subsequente, quando os relógios deveriam ser adiantados em uma hora em parte do território nacional.

O secretário afirmou ainda que nos últimos 87 anos de instituição do horário de verão, por 43 anos o país ficou sem adotar a medida e que ela pode ser instituída novamente no futuro. “Tivemos muitas alternâncias. Vamos continuar fazendo avaliações anuais e nada impede que, no futuro, caso venha a ser conveniente na ótica do setor elétrico, vamos sugerir novamente a introdução do horário de verão. Por hora, ele não faz mais sentido.”

Novos decretos
Participaram da cerimônia, no Palácio do Planalto, parlamentares que apresentaram projetos no Congresso para extinguir o horário de verão. Bolsonaro se colocou à disposição para avaliar outras proposições que possam ser colocadas em prática via decreto presidencial.

“Sabemos da dificuldade do parlamentar para aprovar uma lei ao longo de uma legislatura. Muito difícil. Agora, um decreto tem um poder enorme, como esse assinado agora. A todos os senhores, o governo está aberto a quem tiver qualquer contribuição. Em havendo o devido amparo jurídico, apresentaremos um novo decreto”, afirmou.

Fonte: EBC

Padre Pedro defende 15% para saúde e investimento em prevenção

O deputado Padre Pedro Baldissera (PT) destacou, nesta quarta-feira (24), na tribuna da Assembleia Legislativa, a necessidade de insistir na luta pela manutenção do percentual de 15% da receita do Estado destinada à saúde. Nesta semana, decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) declarou a inconstitucionalidade da Emenda que ampliou de 12% para 15% o repasse. 
Em 2018 o percentual chegou a 14% e mesmo nesse patamar as demandas não foram atendidas. “Nós temos municípios que investem muito mais de 15%. Há casos de 30% de recursos próprios na saúde e, ainda assim, faltam verbas. Quem perde com esta redução é o povo catarinense”, destacou o parlamentar. Padre Pedro afirmou que se o Estado não tiver a ousadia de ampliar e priorizar investimentos em determinados setores da saúde, a situação de “completo caos e desastre” será ampliada. 
Investimento em prevenção
Padre Pedro voltou a criticar a ausência de uma política consolidada de saúde preventiva, e de investimentos do Estado na melhoria das condições de promoção da saúde da população. “Da forma como estamos conduzindo o modelo de saúde, vamos colocar 100% dos recursos do orçamento e não vamos alcançar resultados. Ou o Poder Público chega antes das pessoas ficarem doentes, ou vamos seguir financiando a doença e o sofrimento das pessoas”, observou. 
O deputado lembrou a Lei 17.706, de 22 de janeiro de 2019, que regulamenta e impulsiona as Práticas Integrativas e Complementares em Saúde (PICs), política defendida pelo próprio Ministério da Saúde e já colocada em prática em diversos municípios catarinenses que oferecem à população, por exemplo a fitoterapia, a medicina tradicional chinesa e a acupuntura. A proposta foi apresentada pelo parlamentar, aprovada em 2018 e sancionada em janeiro de 2019. Na avaliação de Padre Pedro, a adoção deste tipo de medida, junto de um incentivo à alimentação saudável e a práticas que minimizem as chances da ocorrência de doenças crônicas, têm influência direta para a redução da demanda por média e alta complexidade no sistema de saúde. 
“É claro que é fundamental ampliar as condições para atendimento de média e alta complexidade, mas se conseguirmos reduzir a ocorrência destes males, além da qualidade de vida da população, vamos melhorar o atendimento”, observou. 
Estudo americano confirma tese de Padre Pedro
Pesquisadores dos Estados Unidos publicaram na revista científica PLOS Medicine, no final de março deste ano, estudo em que identificam estratégias de bom custo-benefício capazes de melhorar a saúde dos americanos. O trabalho simulou os resultados caso o sistema de saúde dos EUA cobrisse 30% dos custos da população com alimentos saudáveis.
Para isso, os cientistas consideraram o número atual de pessoas com idades entre 35 e 80 anos que estão inscritas no Medicare e/ou no Medicaid, os dois principais programas federais de saúde do país.
No estudo, foram criados dois cenários: no primeiro, o benefício subsidiava 30% do gasto das pessoas com frutas e verduras. No outro, essa porcentagem também incluía cereais integrais, óleos vegetais e oleaginosas (nozes e castanhas).
Os resultados apontam que ambas as situações seriam positivas. Considerando o número atual de beneficiários, o primeiro plano (que cobria só frutas e verduras) evitaria, ao longo de 18 anos, 1,93 milhão de casos de doença cardiovascular e 350 mil mortes. Já o segundo, que incluía mais alimentos fontes de fibras e gorduras boas, seria capaz de prevenir 3,28 milhões de episódios de infarto e derrame, além de 120 mil diagnósticos de diabetes e 620 mil mortes em quase duas décadas.
No quesito econômico, ambos os modelos reduziriam a utilização dos serviços de saúde. A economia anual para o governo seria de US$ 40 bilhões no primeiro caso, e de US$ 100 bilhões no segundo. Isso tudo alcançado apenas com prescrição alimentar; sem medicamentos, tratamentos dispendiosos ou exames de alto custo. 

quarta-feira, 24 de abril de 2019

Previsão do Tempo para esta Quinta-feira


Quinta-feira (25/04):
Tempo: predomínio de nebulosidade em SC, com condição de chuva no decorrer do dia, devido a rápida passagem de uma frente fria no litoral.
Temperatura: mais elevada.
Vento: Nordeste do Oeste ao litoral Sul e de leste a nordeste, nas demais regiões, fraco a moderado.
Sistema: alta pressão no litoral Sul do Brasil, favorecendo a entrada de umidade em SC. Passagem de uma frente fria pelo litoral Sul do Brasil.


Fonte: Epagri/Ciram

IMAGENS: TANGARÁ - Oitava Mostra do Vinho Catarinense





Fotos: Fábio Queiroz / Agência AL

Alesc sedia lançamento da 8ª Mostra do Vinho Catarinense

A Assembleia Legislativa sediou, nesta quarta-feira (24), o lançamento da 8ª Mostra do Vinho Catarinense, em Pinheiro Preto. O evento, marcado para os dias 17, 18 e 19 de maio, reúne produtores do município, de Tangará e de Videira. Pinheiro Preto, que ostenta o título de Capital Catarinense do Vinho, é responsável por 70% do vinho consumido em Santa Catarina.

“Isso é muito importante para a economia do município e do produtor, pois segura o jovem na agricultura e fomenta o comércio, além de atrair turistas para a cidade”, explicou o prefeito de Pinheiro Preto, Pedro Rabuske (MDB).

De acordo com o prefeito, cada vinicultor terá espaço para divulgar seu produto. “O turista também poderá conhecer os parreirais, como o vinho é produzido e engarrafado para chegar ao consumidor”, informou.

Diferencial
Para o produtor e enólogo Gilson Panceri, de Tangará, o objetivo do evento é mostrar o diferencial do vinho catarinense, que, na sua avaliação, não perde em qualidade para aqueles de outras regiões e países. Panceri defendeu uma conscientização dos catarinenses para a excelência do vinho produzido no Estado. “Se você vai ao Rio Grande do Sul, o consumidor de lá vai dizer que o vinho de Bento Gonçalves é o melhor; se for à Argentina, vão dizer que o melhor é de lá. Quando vem para Santa Catarina, o catarinense muitas vezes prefere um vinho chileno, um francês ou mesmo de outras regiões”, lamentou.

Segundo Panceri, Santa Catarina, por ser um Estado pequeno, possui características que favorecem a produção de uvas e vinhos. “Temos uma sazonalidade de produção que começa lá em dezembro, no extremo oeste, continua em fevereiro e março no meio oeste e, ainda hoje, praticamente cinco meses após começar a safra, ainda temos uvas sendo colhidas na Serra Catarinense. Isso ocasiona dentro dos vinhos um terroir, um aroma, um sabor todo específico do Estado que fora você não vai encontrar.”

Para o enólogo, os apreciadores de vinho de Santa Catarina precisam abrir mais espaço ao produto local. “Fazendo isso, ajuda nossa cadeia produtiva, porque nós produzimos com qualidade e precisamos que as pessoas consumam com mais frequência.”

Fonte: Alesc